SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.30 número87O multiculturalismo e a dialética do universal e do particularAs relações entre ciência e política, especialização e democracia: a trajetória de um debate em aberto índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Estudos Avançados

versão impressa ISSN 0103-4014versão On-line ISSN 1806-9592

Resumo

FONTENELLE, ISLEIDE A.. Alcances e limites da crítica no contexto da cultura política do consumo. Estud. av. [online]. 2016, vol.30, n.87, pp.255-278. ISSN 0103-4014.  http://dx.doi.org/10.1590/S0103-40142016.30870015.

A cultura do consumo, cujas raízes estão nas décadas finais do século XIX, vem se reestruturando sob a forma de uma cultura política do consumo. Nesta nova fase, as corporações vêm assumindo o lugar da política, concomitantemente ao enfraquecimento da noção de público a que essa própria cultura do consumo levou. Este artigo interroga os alcances e limites da crítica nesse contexto, com foco nos protestos que eclodiram no Brasil, em especial em junho de 2013. Sugere-se que esses protestos podem ser analisados a partir da perspectiva da cultura política do consumo em seu duplo movimento: na forma mesma em que se manifestaram; e na maneira como foram e ainda vêm sendo ressignificados pelos diferentes meios midiáticos, publicitários e acadêmicos. Discute-se, ao final, a ideia da democratização pelo consumo, no centro da qual pode se descortinar uma crise da própria democracia.

Palavras-chave : Cultura do consumo; Política do consumo; Movimentos de resistência; Empresa-cidadã; Consumidor-cidadão..

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )