SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.31 número89Dinâmica da fronteira agrícola do Mato Grosso e implicações para a saúdeO romance possível - ensaísmo e narração em O homem sem qualidades, de Robert Musil índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Estudos Avançados

versão impressa ISSN 0103-4014versão On-line ISSN 1806-9592

Resumo

SANTOS, Deribaldo. Trabalho, cotidiano e arte: uma síntese embasada na Estética de Georg Lukács. Estud. av. [online]. 2017, vol.31, n.89, pp.341-359. ISSN 0103-4014.  http://dx.doi.org/10.1590/s0103-40142017.31890025.

A partir de uma análise imanente, esta comunicação dialoga com a Estética de Lukács, apresentando algumas das principais categorias utilizadas por esse filósofo para edificar uma nova proposta sobre o campo estético. A tese central do autor considera que a arte partilha de uma condição especial da relação objeto-sujeito, em que a produção de um determinado campo homogêneo, pelo artista, lapida as opacidades da vida cotidiana, possibilitando a elevação do ser social a um patamar superior de objetivação, soerguendo a humanidade à condição de registrar sua autoconsciência. A arte, com essa elevação, comprova a imanência humana. Para desenvolver essa investigação, o autor procura identificar, com base nas mediações obtidas a partir da centralidade do trabalho, os tipos de reflexos existentes na vida cotidiana e como alguns desses reflexos se desenvolvem e se diferenciam dos demais até atingirem determinado grau de objetividade superior.

Palavras-chave : Trabalho; Arte; Cotidiano; Ciência; Imanência humana.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )