SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.32 issue93Sobre conquistas e tensõesWalter Zanini e a formação de um sistema de arte contemporânea no Brasil author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Estudos Avançados

Print version ISSN 0103-4014On-line version ISSN 1806-9592

Abstract

RIBEIRO, Martha. Os gigantes da montanha e o semblante do real. Estud. av. [online]. 2018, vol.32, n.93, pp.297-305. ISSN 0103-4014.  http://dx.doi.org/10.5935/0103-4014.20180046.

A questão que acompanhou Pirandello em suas reflexões sobre o teatro, refletida em sua composição dramatúrgica, foi a convicção da impossibilidade de representar o real do personagem (a máscara) por um ator. Todo personagem pirandelliano exige que o tomemos como real. Estamos diante de um modo de pensar o teatro que revoga a representação na própria cena, apontando como impossível o ato de representar um personagem. Em nosso autor a máscara nua é um elemento de combate ao mundo sensível, nos indicando como saída a este mundo forjado, simplesmente o impensável: personagens verdadeiramente vivos, que resistem ao real intimidador do mundo sensível. Tal pensamento, que coloca às avessas o real, se materializa de forma indiscutível em Os gigantes da montanha (1936), texto deixado incompleto e construído na matéria dos sonhos.

Keywords : Pirandello; Máscaras nuas; Semblante do real; Os gigantes da montanha.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )