SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.33 número95Judicialização da saúde e medicalização: uma análise das orientações do Conselho Nacional de JustiçaAdoção de medidas de precaução diante dos riscos no uso das inovações tecnocientíficas índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Estudos Avançados

versão impressa ISSN 0103-4014versão On-line ISSN 1806-9592

Resumo

PEREIRA-LANCHA, LUCIANA OQUENDO; KALLAS, DANIELE; DAYAN, PAULA HELENA  e  LANCHA JUNIOR, ANTONIO HERBERT. Técnicas de coaching de bem-estar na mudança do estilo de vida no sistema público de saúde. Estud. av. [online]. 2019, vol.33, n.95, pp.235-242. ISSN 0103-4014.  http://dx.doi.org/10.1590/s0103-4014.2019.3395.0015.

De acordo com o último relatório da Vigitel 2017 as Doenças Crônicas Não Transmissíveis (DCNT) são responsáveis por 68% de um total de 38 milhões de mortes ocorridas no mundo em 2012. No Brasil, esse cenário não é diferente: em 2011 as DCNT foram responsáveis por 68,3% do total de mortes. Milhares de dólares são gastos hoje com políticas que estimulam hábitos de vida mais saudável, mas essa estratégia, por si só, tem continuamente falhado em produzir resultados consistentes e duradouros. É necessário uma nova abordagem, que promova mudanças no estilo de vida, possibilitando a melhora dos parâmetros de saúde das pessoas. O processo de coaching apoia o desenvolvimento de um relacionamento de ajuda, incentivando o paciente a identificar sua visão, necessidades e objetivos. Além disso, o coaching visa ajudar na organização de rotinas e prioridades, enquanto coloca o paciente no controle de seu destino de saúde.

Palavras-chave : Coaching de saúde; Estilo de vida; Doenças crônicas.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )