SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.25 número65The paradigm of development: from the founding myth to the new developmentGloba transformations, emerging potencies and the South-South Cooperations: challenges for the european cooperation índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Caderno CRH

versión impresa ISSN 0103-4979

Resumen

MILANI, Carlos R. S.. Aprendendo com a história: críticas à experiência da Cooperação Norte-Sul e atuais desafios à Cooperação Sul-Sul. Cad. CRH [online]. 2012, vol.25, n.65, pp. 211-231. ISSN 0103-4979.  http://dx.doi.org/10.1590/S0103-49792012000200003.

O principal objetivo deste artigo é, com base nas limitações críticas apontadas à experiência histórica da Cooperação Norte-Sul (CNS), analisar alguns dos dilemas com que se confrontam as atuais estratégias de Cooperação Sul-Sul (CSS), concebidas e desenvolvidas por países comoBrasil, México, Índia, China, Turquia ou África do Sul. O autor defende a hipótese de que a diferenciação entre CNS e CSS é fundamentalmente empírica, devendo, porém, também ser pensada à luz do legado do ativismo multilateral de alguns desses países e do novo papel econômico e político que desempenham no cenário internacional. O argumento é construído no sentido de que, por terem sido (e ainda serem) beneficiários da CNS, tais países deveriam atentar para os riscos de reprodução de um modelo de cooperação que eles próprios criticaram no passado recente. O que haveria de singular e distintivo nas práticas de CSS desses países? Quais seriam os riscos de que suas práticas de CSS sejam menos solidárias do que as promessas anunciadas por seus dirigentes e representantes políticos?

Palabras llave : Desenvolvimento internacional; Cooperação Norte-Sul; Cooperação Sul-Sul; África do Sul; Brasil; China; Índia; México e Turquia.

        · resumen en Inglés | Francés     · texto en Portugués     · pdf en Portugués