SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.25 número65Learning with history: critique to the experience of the North-South Cooperation and present challenges to the South-South CooperationThe position of non governmental organizations in the intersection between the concepts of development and international cooperation índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Caderno CRH

versión impresa ISSN 0103-4979

Resumen

PINO, Bruno Ayllón. Transformações globais, potências emergentes e Cooperação Sul-Sul: desafios para a cooperação europeia. Cad. CRH [online]. 2012, vol.25, n.65, pp. 233-249. ISSN 0103-4979.  http://dx.doi.org/10.1590/S0103-49792012000200004.

A União Europeia (UE) e seus Estados Membros enfrentam o desafio de adaptar sua política de cooperação para o desenvolvimento a um mundo marcado por rápidas mudanças na criação e distribuição da riqueza e na difusão do poder. A ascensão dos países emergentes, o auge da Cooperação Sul-Sul (CSS), os avanços na luta contra a pobreza em Países de Renda Média (PRM), ou o impacto traumático da crise nos países da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE), são fatores que originarão grandes transformações estruturais e obrigarão uma modificação do sentido e da prática da cooperação europeia. A negociação das perspectivas financeiras para 2014-2020 e a reforma nos instrumentos de cooperação da Comissão Europeia (CE) constituem uma primeira resposta a essas mudanças. O maior interesse demonstrado pela CSS em alguns Estados Membros e o desencadeamento de iniciativas de cooperação triangular com países como o Brasil representam um sinal da busca de horizontalidade e complementaridade na cooperação europeia com os países latino-americanos.

Palabras llave : países emergentes; cooperação Sul-Sul; instrumentos de cooperação; cooperação triangular; parceria estratégica UE-Brasil.

        · resumen en Inglés | Francés     · texto en Portugués     · pdf en Portugués