SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.29 número78SEGREGAÇÃO SOCIOESPACIAL E POLÍTICA URBANA EM CIDADES MÉDIAS NO BRASIL CONTEMPORÂNEO (2001-2011)TRADIÇÕES DISCIPLINARES E TRADIÇÕES INTELECTUAIS NA TRAJETÓRIA DA CIÊNCIA POLÍTICA BRASILEIRA índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Caderno CRH

versão impressa ISSN 0103-4979versão On-line ISSN 1983-8239

Resumo

FREIRE-MEDEIROS, Bianca; VILAROUCA, Márcio Grijó  e  MENEZES, Palloma. A POBREZA TURÍSTICA NO MERCADO DE PACIFICAÇÃO: reflexões a partir da experiência da Favela Santa Marta. Cad. CRH [online]. 2016, vol.29, n.78, pp.571-586. ISSN 0103-4979.  https://doi.org/10.1590/s0103-49792016000300010.

Desde os anos 1990, a Rocinha veio se consolidando como paradigma de favela turística, valendo-se de um modelo centrado na atuação das empresas privadas externas à favela e na indiferença permissiva do poder público. Este artigo analisa as inflexões práticas e discursivas que permitiram a quebra desse paradigma e a emergência de um modelo baseado tanto em parcerias entre poder público e mercado, quanto na mobilização de moradores como empreendedores. A partir de trabalho de campo e entrevistas, examinam-se as percepções e justificações desses vários atores – poder público, operadoras de turismo, moradores – envolvidos na conversão do Santa Marta em atração turística. A hipótese defendida é que o Santa Marta, primeira favela a receber uma Unidade de Polícia Pacificadora, oferece um ponto privilegiado de observação do novo campo de forças que define o lugar a ser ocupado pelas favelas em um projeto que toma o Rio de Janeiro como cidade-cartão-postal.

Palavras-chave : Turismo; Favela; Rio de Janeiro; Pobreza; Pacificação.

        · resumo em Inglês | Francês     · texto em Português     · Português ( pdf )