SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.12 número1Mercury distribution and reactivity in waters of a subtropical coastal lagoon, Sepetiba Bay, SE BrazilAcid-basic and complexation properties of a sedimentary humic acid. A study on the Barra Bonita reservoir of Tietê river, São Paulo State, Brazil índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Journal of the Brazilian Chemical Society

versão impressa ISSN 0103-5053

Resumo

UENO, Leonardo T.  e  ORNELLAS, Fernando R.. Structures and energetics of Si3N2 clusters. J. Braz. Chem. Soc. [online]. 2001, vol.12, n.1, pp. 99-108. ISSN 0103-5053.  http://dx.doi.org/10.1590/S0103-50532001000100014.

Aglomerados mistos de silício e nitrogênio com fórmula Si3N2 foram investigados teoricamente com os métodos SCF e MP2. Dos onze pontos estacionários encontrados abaixo de 80 kcal/mol, oito correspondem a mínimos locais (ML); desses, cinco são estados singletos. Quanto aos tripletos, três ML e um estado de transição (ET) foram caracterizados. O mínimo global corresponde a uma estrutura angular com ligações alternadas silício-nitrogênio, que contrasta com as estruturas lineares de outros aglomerados menores de Si/N. Uma estrutura bipiramidal mais alta em energia 41.0 kcal/mol pode ser vista como um padrão natural para um crescimento tridimensional. Em geral, estruturas com mais ligações SiN são preferidas energeticamente em relação àquelas em que as ligações SiSi predominam. Tentativas para se localizar ET que se correlacionam com os canais de dissociação mais baixos não tiveram sucesso devido à complexa e computacionalmente difícil busca. Apesar disso, garante-se a estabilidade termodinâmica das estruturas I, III, IV e V, sendo a energia do canal mais baixo um limite inferior. A energia de atomização da estrutura do mínimo global é de 420.6 kcal/mol (MP2).

Palavras-chave : silicon nitrides; structure; IR spectra; stability.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · pdf em Inglês