SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.16 issue6AFast and efficient method for reduction of carbonyl compounds with NaBH4 /wet SiO2 under solvent free conditionSynthesis and biological evaluation of new salicylate macrolactones from anacardic acids author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Journal of the Brazilian Chemical Society

Print version ISSN 0103-5053

Abstract

VASCONCELLOS, Pérola C.; CARVALHO, Lilian R. F.  and  POOL, Cristina S.. Volatile organic compounds inside urban tunnels of São Paulo City, Brazil. J. Braz. Chem. Soc. [online]. 2005, vol.16, n.6a, pp. 1210-1216. ISSN 0103-5053.  http://dx.doi.org/10.1590/S0103-50532005000700019.

Compostos orgânicos voláteis, tais como hidrocarbonetos oxigenados, hidrocarbonetos alifáticos e aromáticos foram medidos no ar interno de dois túneis urbanos da cidade de São Paulo, Brasil. Nesses túneis são freqüentes os congestionamentos de tráfico com números expressivos de veículos com controle de emissão inadequada. São Paulo, uma cidade altamente poluída, apresenta uma frota atípica de veículos com uma variedade grande de misturas de combustíveis, incluindo os oxigenados. Nesse trabalho, foram feitas medidas no ar interno e externo do túnel para avaliar os níveis dos poluentes emitidos diretamente por veículos e aqueles formados fotoquimicamente na atmosfera. No túnel (A), onde circulam apenas veículos leves movidos principalmente por gasool, uma mistura contendo 78-80% (v/v) gasolina e 20-25% etanol, as razões de formaldeído/acetaldeído foram < 1; e no túnel (B), onde circulam veículos leves principalmente movidos a gasool e veículos pesados movidos a diesel, essas razões foram aproximadamente igual a 1. Em ambos os túneis, as razões ácido fórmico/ácido acético foram bem mais baixas do que 1. O benzaldeído foi sugerido como sendo um possível traçador de emissões de veículos leves movidos a gasool. Os n-alcanos foram os compostos mais abundantes (níveis semelhantes em ambos os túneis) e, em seguida os compostos carbonílicos (níveis mais altos em B) e os compostos aromáticos (níveis mais altos em A). Foram encontrados níveis semelhantes de ácidos orgânicos, espécies minoritárias, em ambos os túneis. Os resultados desse estudo mostram que poluentes tóxicos estão presentes em níveis significativos nos dois túneis. No túnel (A) foram encontrados razões de mistura de 39,2 e 24,8 ppbv para os agentes carcinogênicos formaldeído e benzeno; no túnel (B) um valor máximo de 34,5 ppbv foi encontrado para o acetaldeído, um provável agente carcinogênico. Estudos futuros devem ser feitos para estimar os níveis de exposição de poluentes tóxicos no ar para ocupantes de veículos, uma vez que essas pessoas passam um tempo significativo dentro de túneis urbanos.

Keywords : Volatile organic compounds; tunnel measurements; brazilian vehicular fleet.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English