SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.20 issue5Long alkyl chain bis-quaternary ammonium-based ionic liquids as biologically active xanthenes dyesNeolignans and sesquiterpenes from leaves and embryogenic cultures of Ocotea Catharinensis (Lauraceae) author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Journal of the Brazilian Chemical Society

Print version ISSN 0103-5053

Abstract

HATJE, Vanessa; COSTA, Letícia M.; KORN, Maria Graças A.  and  COTRIM, Gabriel. Speeding up HCl extractions by employing ultrasound energy to evaluate trace elements bioavailability in sediments. J. Braz. Chem. Soc. [online]. 2009, vol.20, n.5, pp. 846-852. ISSN 0103-5053.  http://dx.doi.org/10.1590/S0103-50532009000500007.

Uma análise de variância de três fatores foi usada para testar a significância do tipo de recipiente, tipo de material e número de replicatas na preparação de amostras de sedimento utilizando um banho ultra-sônico. A extração convencional com HCl 1,0 mol L-1, por 0,5, 4 e 12 h, foi modificada, e o banho ultra-sônico foi aplicado para diminuir o tempo de preparo de amostras. Os metais traço foram medidos por ICP OES. Os melhores resultados foram obtidos com frascos de Teflon® com base plana. Com exceção do Ni, constatou-se que é possível trabalhar no banho de ultrasom em triplicatas, sem comprometer a eficiência e/ou precisão da extração. A eficiência de extração melhorou com o aumento no tempo de sonicação de 1 para 50 min. Para a maioria dos elementos, a extração assistida por radiação ultra-sônica pode reduzir o tempo convencional de extração de 12 h para 50 min ou menos (i.e. 6 min para Pb). A precisão obtida foi comparável aos valores obtidos com a extração convencional. O método proposto é rápido, barato e uma boa alternativa para o levantamento da biodisponibilidade e potencial de mobilidade de metais em sedimentos.

Keywords : ultrasonic bath; sample preparation; bioavailable metals; sediment.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English