SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.23 número4Influence of the rainfall regime on the mobility of zn, cd, ni, cu, mn and fe in the surface sediments of the contas river located in the Brazilian semi-arid regionInfluence of spatial, edaphic and genetic factors on phenols and essential oils of Myrciaria cauliflora fruits índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Journal of the Brazilian Chemical Society

versão impressa ISSN 0103-5053

Resumo

MORGANO, Marcelo A. et al. A comprehensive investigation of the mineral composition of brazilian bee pollen: geographic and seasonal variations and contribution to human diet. J. Braz. Chem. Soc. [online]. 2012, vol.23, n.4, pp. 727-736. ISSN 0103-5053.  http://dx.doi.org/10.1590/S0103-50532012000400019.

A composição de minerais foi investigada em 154 amostras de pólen apícola, provenientes de diferentes regiões do Brasil. A técnica de ICP OES foi utilizada para determinar Ca, Cu, Fe, K, Mg, Mn, Na, P, Se e Zn, após mineralização em sistema de microondas. Utilizando parâmetros instrumentais otimizados conseguiu-se boa exatidão e precisão na determinação simultânea dos minerais. Em geral, as amostras dos estados do Nordeste apresentaram teores de minerais mais elevados e produção constante durante o ano. Os minerais Mn, Se, Cu, Zn, Fe são os que poderiam ter maior contribuição na dieta, podendo atingir 70, 37, 27, 17 e 17%, respectivamente, da ingestão dietética diária recomendada no Brasil. A análise de componentes principais mostrou que Ca, Cu, Fe, K, Mg, Mn, Na, P e Zn podem ser usados na classificação do pólen nacional em função da origem geográfica. Os teores dos minerais variaram amplamente ao longo do ano.

Palavras-chave : bee pollen; minerals; ICP OES.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · pdf em Inglês