SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.19 issue1Low-doses dobutamine and fluids in high-risk surgical patients: effects on tissue oxygenation, inflammatory response and morbidityRisk factors associated to mortality on septic patients in an intensive care unit of a general private hospital from Pernambuco author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Terapia Intensiva

Print version ISSN 0103-507X

Abstract

SOARES, Afonso J. C. et al. Proteômica e sepse: novas perspectivas para o diagnóstico. Rev. bras. ter. intensiva [online]. 2007, vol.19, n.1, pp. 14-22. ISSN 0103-507X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0103-507X2007000100002.

JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: O diagnóstico e o tratamento da sepse continuam a desafiar a todos; e desenvolver formas mais precisas de abordagem são absolutamente necessárias. O objetivo deste estudo foi empregar técnicas proteômicas, eletroforese bidimensional e espectrometria de massa, para verificar a expressão diferencial de proteínas, em soro de pacientes com sepse comparado com controles saudáveis. MÉTODO: Amostras de soro de 30 pacientes com sepse, causada por vários tipos de microorganismos e de 30 controles saudáveis foram obtidas para análise. A seguir, foram submetidas a 2D-SDS-PAGE, comparação entre géis, seleção de spots para excisão e digestão com tripsina, sendo os peptídeos analisados por MALDI TOF-TOF. Os espectros obtidos foram processados (Mascot-matrixscience) para identificação de proteínas no NCBInr Data Bank. RESULTADOS: A análise das imagens mostrou vários spots com expressão diferencial nos géis dos pacientes com sepse em relação aos controles. A identificação de proteínas em alguns destes spots encontrou: precursor Orosomucoide 1, Apolipoproteína A-IV, precursor Apolipoproteína A-IV, precursor Haptoglobina, Haptoglobina, proteína Zinc finger, Amilóide sérico A-1, Transtiretina, Nebulin, Complemento C4, Alfa1-Antitripsina, produto protéico não nominado e outros. CONCLUSÕES: Soros de pacientes com diferentes tipos de sepse expressam padrão protéico característico por 2D-SDS-PAGE comparado com controles. A maior expressão foi de proteínas de fase aguda e lipoproteínas. É possível que no futuro, com a proteômica, criar painel diagnóstico de proteínas, encontrar novos biomarcadores e alvos para intervenção terapêutica na sepse. Esta é a primeira descrição, com a proteômica, das alterações na expressão protéica, no soro de pacientes com sepse.

Keywords : eletroforese bidimensional; espectrometria de massa; proteômica; sepse.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese