SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.22 número4Ventilação mecânica não invasiva no pós-operatório imediato de cirurgia cardíacaLesão pulmonar e ventilação mecânica em cirurgia cardíaca: revisão índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Revista Brasileira de Terapia Intensiva

versão impressa ISSN 0103-507X

Resumo

SAMPAIO NETO, Rui de Alencar et al. Ruídos na unidade de terapia intensiva: quantificação e percepção dos profissionais de saúde. Rev. bras. ter. intensiva [online]. 2010, vol.22, n.4, pp. 369-374. ISSN 0103-507X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0103-507X2010000400010.

OBJETIVO: Em uma unidade de terapia intensiva, a circulação de pessoas da equipe multidisciplinar e o número considerável de equipamentos e alarmes sonoros deixam o ambiente ruidoso. O objetivo desta pesquisa foi mensurar os níveis de ruídos de uma unidade de terapia intensiva da cidade de Recife e avaliar sua percepção pelos profissionais da unidade. MÉTODOS: Durante uma semana, 24 horas por dia, foi utilizado um decibelímetro para realizar mensurações a cada cinco segundos. Após as aferições, foi aplicado um questionário aos profissionais sobre sua percepção e incômodo causados pelo ruído, e se eles achavam possível reduzir o barulho. RESULTADOS: A média de ruído verificada foi de 58,21 ± 5,93 dB. O período diurno apresentou maiores níveis de ruídos que o noturno (60,86 ± 4,90 vs 55,60 ± 5,98 dB; p < 0,001), assim como os dias úteis quando comparados ao final de semana (58,77 ± 6,05 vs 56,83 ± 5,90 dB; p < 0,001) e a passagem de plantão noturna quando comparada a diurna (62,31 ± 4,70 vs 61,35 ± 5,08 dB; p < 0,001). Dos 73 profissionais que responderam o questionário, 97,3% acham que a unidade de terapia intensiva tem ruído de moderado a intenso, 50,7% se sentem prejudicados pelo barulho e 98,6% acham que é possível reduzir o nível de ruídos. CONCLUSÃO: Os níveis de ruídos encontrados estavam acima dos recomendados. Programas preventivos e educativos conscientizando da importância da redução do nível de ruído devem ser estimulados, envolvendo todos os profissionais que compõem a equipe da unidade de terapia intensiva.

Palavras-chave : Unidades de terapia intensiva; Ruídos; Controle de ruído; Humanização da assistência hospitalar; Monitorização; Avaliação de resultados (Cuidados de saúde).

        · resumo em Inglês     · texto em Português | Inglês     · pdf em Português | Inglês