SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.24 issue1The effects of orthostatism in adult intensive care unit patientsLate-onset sepsis in preterm children in a neonatal intensive care unit: a three-year analysis author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Terapia Intensiva

Print version ISSN 0103-507X

Abstract

FREITAS, Eliane Regina Ferreira Sernache de et al. Efeitos da mobilização passiva nas respostas hemodinâmicas agudas em pacientes sob ventilação mecânica. Rev. bras. ter. intensiva [online]. 2012, vol.24, n.1, pp. 72-78. ISSN 0103-507X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0103-507X2012000100011.

OBJETIVO: Avaliar as respostas hemodinâmicas agudas da mobilização passiva de pacientes sob ventilação mecânica. MÉTODOS: Estudo de investigação clínica do tipo transversal, quantitativa e observacional. Incluindo pacientes internados na unidade de terapia intensiva, sedados e sob ventilação mecânica. A infusão de drogas sedativas e analgésicas visava o grau de sedação de 4 a 6 de acordo com a escala de Ramsay. A mobilizaçao passiva consistiu em movimentos de flexo-extensão de quadril e joelho durante cinco minutos. Após 10 minutos de repouso, foram realizados mais cinco minutos de mobilização passiva com flexo-extensão de ombro. As mensurações hemodinâmicas (freqüência cardíaca, pressão arterial sistólica e diastólica e pressão arterial média) foram realizadas 1 minuto antes da realização do protocolo e no primeiro minuto após o término. O duplo produto e a medida do consumo ou captação de oxigênio pelo miocárdio foram obtidas por meio de fórmulas. RESULTADOS: Entre junho a dezembro de 2011 foram incluídos 13 pacientes (69,2% homens) com idade média de 69,1 ± 15,8 anos. A mobilização passiva de membros inferiores e de membros superiores provocou aumentos da frequência cardíaca, do duplo produto e do consumo ou captação de oxigênio pelo miocárdio com diferença estatisticamente significante. Entretanto a pressão arterial média não apresentou diferença significativa. CONCLUSÃO: Os resultados sugerem que a mobilização passiva de membros inferiores e superiores em pacientes sedados sob ventilação mecânica influencia de forma segura nos efeitos hemodinâmicos agudos, particularmente na frequência cardíaca, porém sem alterar significativamente a pressão arterial média.

Keywords : Hemodinâmica; Unidades de terapia intensiva; Respiração artificial.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese