SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.25 issue3Functional and psychological features immediately after discharge from an Intensive Care Unit: prospective cohort studyCorrelation of the EuroSCORE with the onset of postoperative acute kidney injury in cardiac surgery author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Terapia Intensiva

Print version ISSN 0103-507X

Abstract

NOGUEIRA, Lilia de Souza et al. Carga de trabalho de enfermagem em unidades de terapia intensiva públicas e privadas. Rev. bras. ter. intensiva [online]. 2013, vol.25, n.3, pp.225-232. ISSN 0103-507X.  https://doi.org/10.5935/0103-507X.20130039.

OBJETIVO:

Comparar pacientes de unidades de terapia intensiva públicas e privadas segundo carga de trabalho e intervenções de enfermagem.

MÉTODOS:

Estudo comparativo, tipo coorte retrospectivo, com 600 pacientes internados em 4 unidades de terapia intensiva localizadas em São Paulo. A carga de trabalho e as intervenções de enfermagem foram identificadas pelo Nursing Activities Score nas primeiras e últimas 24 horas de permanência do paciente na unidade de terapia intensiva. Os testes do qui-quadrado de Pearson, exato de Fisher, t de Student e Mann-Whitney foram utilizados na comparação dos grupos.

RESULTADOS:

A média do Nursing Activities Score calculado na admissão da unidades de terapia intensiva foi 61,9 e, na saída, de 52,8. Diferenças significativas foram encontradas entre os pacientes admitidos nas unidades de terapia intensiva públicas e privadas em relação ao Nursing Activities Score médio na admissão e em 12 das 23 intervenções de enfermagem realizadas nas primeiras 24 horas de internação na unidade crítica. Os pacientes internados nas unidades de terapia intensiva públicas apresentaram maior valor médio do escore e, em geral, tiveram maior frequência de intervenções, exceto àquelas relacionadas a "cuidados com drenos", "mobilização e posicionamento", e "hiperalimentação intravenosa". Os grupos também diferiram em relação à evolução do Nursing Activities Score entre admissão e saída da unidade de terapia intensiva na casuística total e entre os sobreviventes.

CONCLUSÃO:

Pacientes internados em unidades de terapia intensiva públicas e privadas apresentam particularidades em relação à demanda de cuidados requerida e tal achado pode subsidiar os gestores na busca de um adequado dimensionamento da equipe de enfermagem.

Keywords : Carga de trabalho; Recursos humanos de enfermagem no hospital; Hospitais privados/recursos humanos; Hospitais públicos/recursos humanos; Unidades de terapia intensiva.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · English ( pdf ) | Portuguese ( pdf )