SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.25 issue3Nursing workload in public and private intensive care unitsHealthcare associated infections caused by coagulase-negative Staphylococci in a neonatal intensive care unit author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Terapia Intensiva

Print version ISSN 0103-507X

Abstract

MOURA, Edmilson Bastos de; BERNARDES NETO, Saint-Clair Gomes; AMORIM, Fabio Ferreira  and  VISCARDI, Renato Camargo. Correlação do EuroSCORE com o surgimento de lesão renal aguda pós-operatória em cirurgia cardíaca. Rev. bras. ter. intensiva [online]. 2013, vol.25, n.3, pp.233-238. ISSN 0103-507X.  https://doi.org/10.5935/0103-507X.20130040.

OBJETIVO:

Verificar se há correlação entre valores do EuroSCORE e o risco de desenvolver lesão renal aguda em pacientes submetidos à cirurgia cardíaca.

MÉTODOS:

Estudo retrospectivo, realizado em hospital terciário, em pacientes consecutivos com indicação para abordagem cirúrgica cardíaca (valvares, isquêmicas e congênitas) entre outubro de 2010 a julho de 2011.

RESULTADOS:

Foram avaliados cem pacientes. Destes, seis foram excluídos (cinco por doença renal ou terapia dialítica prévias e um devido a informações incompletas no prontuário médico). As principais indicações cirúrgicas foram revascularização miocárdica em 55 pacientes (58,5% dos casos) e trocas valvares em 28 pacientes (29,8%). Conforme o EuroSCORE, 55 pacientes foram classificados como risco alto (58,5%), 27 pacientes como risco médio (28,7%) e 12 pacientes como risco baixo (12,8%). No período pós-operatório, 31 pacientes (33%) evoluíram com aumento da creatinina sérica (18 (19,1%) RIFLE "R"; 7 (7,4%) RIFLE "I"; e 6 (6,5%) RIFLE "F"). Na amostra considerada de alto risco pelos critérios do EuroSCORE, 24 pacientes (43,6%) apresentaram comprometimento renal agudo. Nos pacientes classificados como de médio e de baixo risco, ocorreu lesão renal aguda em 18,5 e 16,6% dos casos, respectivamente. A associação entre a estratificação de risco (baixo, médio e alto) do EuroSCORE e o escore do RIFLE pós-operatório foi estatisticamente significante (p=0,03).

CONCLUSÃO:

Na população estudada, houve correlação estatisticamente significante entre o EuroSCORE e o risco de desenvolvimento de lesão renal aguda no pós-operatório de cirurgia cardíaca.

Keywords : Lesão renal aguda; Cirurgia torácica; Complicações pós-operatórias; Diálise renal; Índice de gravidade de doença; Medição de risco.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · English ( pdf ) | Portuguese ( pdf )