SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.20 issue1Root surface defect produced by hand instruments and ultrasonic scaler with different power settings: an in vitro studyOral health knowledge and habits in children with type 1 diabetes mellitus author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Brazilian Dental Journal

Print version ISSN 0103-6440On-line version ISSN 1806-4760

Abstract

CRUZ, Maria Carmen Fontoura Nogueira da et al. Immunohistochemical expression of E-cadherin and CD44v6 in squamous cell carcinomas of the lower lip and tongue. Braz. Dent. J. [online]. 2009, vol.20, n.1, pp.64-69. ISSN 0103-6440.  http://dx.doi.org/10.1590/S0103-64402009000100011.

Este estudo analisou a expressão imuno-histoquímica de E-caderina e CD44v6 em 15 carcinomas de células escamosas (CCEs) de lábio inferior e em 15 CCEs de língua, com o intuito de identificar possíveis associações entre a expressão destas proteínas e a localização anatômica da lesão, ocorrência de metástase nodal e gradação histológica de malignidade. Foram avaliados o padrão de expressão e o número de células imunopositivas. Os resultados foram analisados pelo teste exato de Fisher, teste de Mann-Withney e coeficiente de correlação de Spearman (r), utilizando o software SPSS 10.0 para Windows. Para todos os testes, a significância estatística foi determinada em 5%, para um valor de p<0,05. Os resultados revelaram não haver diferença significativa no padrão de expressão e na quantidade de células imunopositivas para E-caderina e CD44v6 em relação à localização anatômica e metástase nodal (p>0,05). Para a gradação histológica de malignidade, os CCEs de baixo escore revelaram maior imunopositividade para E-caderina e CD44v6, tanto para o padrão de expressão quanto para o número de células imunopositivas (p<0,05). Observou-se correlação negativa entre o escore total de malignidade e o padrão de expressão e a quantidade de células imunopositivas para E-caderina e CD44v6 (p<0,05). Em conclusão, CCEs de lábio inferior e língua não revelaram diferenças significativas na expressão de E-caderina e CD44v6. A expressão destas moléculas de adesão revelou associação apenas com gradação histológica de malignidade dos CCEs. Dessa forma, os resultados sugerem que E-caderina e CD44v6 podem não ser capazes de elucidar as diferenças existentes no comportamento biológico de CCEs de lábio inferior e língua.

Keywords : oral squamous cell carcinoma; E-cadherin; CD44v6; immunohistochemistry.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License