SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.20 issue2Effect of biofunctionalized implant surface on osseointegration: a histomorphometric study in dogsIn vitro antimicrobial activity of acroseal, polifil and epiphany against Enterococcus faecalis author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Brazilian Dental Journal

Print version ISSN 0103-6440

Abstract

SILVA, Raquel Assed Bezerra da et al. Subcutaneous tissue response of isogenic mice to calcium hydroxide-based pastes with chlorhexidine. Braz. Dent. J. [online]. 2009, vol.20, n.2, pp. 99-106. ISSN 0103-6440.  http://dx.doi.org/10.1590/S0103-64402009000200002.

O objetivo do presente estudo foi avaliar a resposta do tecido conjuntivo subcutâneo de camundongos isogênicos frente a pastas à base de hidróxido de cálcio, associadas ao digluconato de clorexidina (CHX). Setenta camundongos isogênicos BALB/c machos, com 6-8 semanas e pesando 15-20 g foram aleatoriamente divididos em 8 grupos. Os animais receberam implantes de tubos de polietileno contendo: Grupos I, II e III (n=10) - pasta Calen® associada à CHX a 0,4% (Calen/CHX), por 7, 21 e 63 dias, respectivamente; Grupos IV, V e VI (n=10) - pasta UltraCal™ associada à CHX a 2% (pasta experimental fornecida pela Ultradent Products Inc.; Ultracal/CHX), por 7, 21 e 63 dias, respectivamente; e Grupos VII e VIII (n=5) - tubo de polietileno vazio, por 7 e 21 dias, respectivamente. Decorridos os períodos experimentais, os implantes foram removidos juntamente com os tecidos circundantes (pele e tecido conjuntivo). Os tecidos foram submetidos ao processamento histotécnico de rotina, para análise histopatológica. Empregando um sistema de escores, os seguintes critérios foram considerados para a análise qualitativa e quantitativa: fibrosamento, espessura tecidual e infiltrado inflamatório. Foi efetuada, também, a análise quantitativa da medida da espessura (µm), área (µm2) e perímetro (µm) do tecido granulomatoso reacional formado na abertura dos tubos. Os dados obtidos foram submetidos à análise estatística, empregando o teste de Kruskal-Wallis e o pós-teste de Dunn. O nível de significância adotado foi de 5%. Os resultados demonstraram biocompatibilidade da pasta Calen associada à CHX a 0,4% com o tecido adjacente, com fibrosamento discreto, assim como tecido conjuntivo normal, sem diferença estatística significante com os controles (p>0,05). Nos Grupos I, II e III houve predominância do escore 1, enquanto que nos Grupos IV, V e VI houve predominância dos escores 2 e 3, em todos os parâmetros analisados. Em relação à pasta à base de hidróxido de cálcio associada à CHX a 2% (UltraCal™) observou-se infiltrado inflamatório e exsudato severo, sugerindo uma agressão residual persistente do material testado, mesmo após 63 dias da sua implantação. Em conclusão, a adição de CHX a 0,4% à pasta Calen permitiu adequada resposta tecidual, enquanto o hidróxido de cálcio associado à CHX na concentração de 2% (UltraCal/CHX) evidenciou resultados insatisfatórios.

Keywords : calcium hydroxide; chlorhexidine; subcutaneous tissue; tissue response.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English