SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.23 issue3Reorganization of secondary and tertiary health care levels: impact on the outcomes of oral cancer screening in the São Paulo State, BrazilCoronoid process hyperplasia: an unusual cause of mandibular hypomobility author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Brazilian Dental Journal

Print version ISSN 0103-6440

Abstract

FERREIRA-BACCI, Adriana do Vale; CARDOSO, Carmen Lúcia Cardoso  and  DIAZ-SERRANO, Kranya Victoria. Behavioral problems and emotional stress in children with bruxism. Braz. Dent. J. [online]. 2012, vol.23, n.3, pp. 246-251. ISSN 0103-6440.  http://dx.doi.org/10.1590/S0103-64402012000300011.

A etiologia do bruxismo é multifatorial, e fatores psicossociais têm sido apontados como notáveis potencializadores do risco para a ocorrência dessa parafunção. O presente estudo teve como objetivo avaliar o perfil comportamental de um grupo de crianças com bruxismo. Oitenta crianças de ambos os sexos, com idade entre 7 e 11 anos (idade media de 8,8 anos) foram recrutadas como possíveis participantes. Vinte e nove crianças, 18 do sexo masculino e 11 do feminino, cujos pais ou responsáveis relataram que as mesmas apresentavam rangimento dental freqüente (3 noites por semana) ou apertamento/rangimento dental em vigília, nos últimos 3 meses, foram selecionadas para o estudo. O diagnóstico de bruxismo foi estabelecido com base no relato dos pais ou responsáveis sobre os hábitos cotidianos das crianças e possíveis desordens do sistema estomatognático aliados à presença de sinais e sintomas tais como dor à palpação da musculatura mastigatória, hipertrofia do músculo masseter, facetas de desgaste, fratura de restaurações, impressões dentais na bochecha e lingual. Como parte da avaliação psicológica, a Escala Comportamental Infantil A2 de Rutter foi aplicada aos pais ou responsáveis (um por criança) e a Escala de Stress Infantil foi aplicada às crianças. Os dados foram tabelados e analisados descritivamente com base na freqüência de cada variável estudada. Vinte e quatro (82,76%) crianças necessitavam de intervenção psicológica ou psiquiátrica, sendo que 17 crianças apresentavam desordens neuróticas e 7 apresentavam desordens anti-sociais. Seis (20,70%) crianças apresentaram manifestações físicas e psicológicas de stress. Os resultados do presente trabalho sugerem que problemas comportamentais e potencialidades para o desenvolvimento de desequilíbrios emocionais podem ser fatores de risco para o bruxismo em crianças.

Keywords : bruxism; behavioral problems; emotional problems; children.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English