SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.26 número2Does the Moment of Fiber Post Cutting Influence on the Retention to Root Dentin?Surface Treatments for Repair of Feldspathic, Leucite - and Lithium Disilicate-Reinforced Glass Ceramics Using Composite Resin índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Brazilian Dental Journal

versão impressa ISSN 0103-6440

Resumo

DURAND, Letícia Brandão; GUIMARAES, Jackeline Coutinho; MONTEIRO JUNIOR, Sylvio  e  BARATIERI, Luiz Narciso. Effect of Ceramic Thickness and Composite Bases on Stress Distribution of Inlays - A Finite Element Analysis. Braz. Dent. J. [online]. 2015, vol.26, n.2, pp.146-151. ISSN 0103-6440.  http://dx.doi.org/10.1590/0103-6440201300258.

O objetivo do estudo foi avaliar o efeito da profundidade da cavidade, da espessura da cerâmica e da presença de bases de resina, com os diferentes módulos de elasticidade na distribuição de tensões de von Mises em inlays cerâmicos. Modelos geométricos tridimensionais foram desenvolvidos com o software SolidWorks. As diferenças entre os modelos foram: a profundidade da parede pulpar, a espessura da cerâmica e a presença de bases de resina composta com diferentes espessuras e módulos de elasticidade. Os modelos geométricos foram engastados nas superfícies proximais e base do osso maxilar e uma carga de 100 Newton foi aplicada. O padrão de distribuição de tensões foi analisado com diagramas de tensão de von Mises. O valor de tensão máxima de von Mises foi variável entre os modelos e situou-se na faixa entre 176 e 263 MPa. O maior valor foi encontrado nos modelos restaurados com bases de resina composta de 1 mm e inlay cerâmico de 1 mm de espessura. Valores intermediários (249-250 MPa) ocorreram nos modelos com bases de resina composta de 2 mm e inlays de 1 mm de espessura e nos modelos com bases de resina composta de 1 mm e inlays de 2 mm. Os menores valores foram observados nos modelos restaurados exclusivamente com inlay cerâmico (176-182 MPa). Verificou-se que inlays com maior espessura distribuem o estresse de forma mais favorável e bases com baixo módulo de elasticidade aumentam a concentração de tensões na superfície interna do inlay de cerâmica. O aumento da espessura do material cerâmico tende a apresentar uma distribuição de tensões mais favorável, principalmente quando cimentadas diretamente sobre o preparo cavitário, sem a existência de materiais intermediários. Em situações em que o emprego de materiais de base é necessária, deve-se preferir resinas compostas com alto módulo de elasticidade e espessura reduzida.

Palavras-chave : inlays; composite resins; computational simulation; finite element analysis; dental porcelain..

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )