SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.30 issue2Failure Probability, Stress Distribution and Fracture Analysis of Experimental Screw for Micro Conical AbutmentEffect of Self-Etching Primer Associated to Hydrofluoric acid or Silane on Bonding to Lithium Disilicate author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Brazilian Dental Journal

Print version ISSN 0103-6440On-line version ISSN 1806-4760

Abstract

SILVA, Fernanda P. et al. Surface Topography, Gloss and Flexural Strength of Pressable Ceramic After Finishing-Polishing Protocols. Braz. Dent. J. [online]. 2019, vol.30, n.2, pp.164-170.  Epub Apr 04, 2019. ISSN 0103-6440.  http://dx.doi.org/10.1590/0103-6440201902101.

O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito de diferentes protocolos de acabamento e polimento na rugosidade da superfície, brilho, resistência à flexão biaxial e morfologia de cerâmica prensada. Trinta discos de cerâmica (12x1 mm) foram produzidos e divididos em cinco grupos (n=6): CT- controle (glaze); DA- ponta diamantada de granulação fina; DG: DA + nova camada de glaze; DP: DA + disco de feltro com pasta de diamante de granulo fino; DK: DA + polimento sequencial com instrumentos abrasivos de silício, escova de cabra e roda de algodão. Os espécimes foram analisados quanto à rugosidade da superfície (Ra) sob profilometria e microscopia de força atômica (AFM). O brilho foi medido com espectrofotometria e a micromorfologia com microscopia eletrônica de varredura (SEM). A resistência à flexão foi avaliada pelo teste de resistência à flexão biaxial. Os dados foram analisados ​​usando ANOVA um fator e teste post hoc de Tukey (a=0,05). DK mostrou mais baixos valores de rugosidade da superfície e DA apresentou o maior na análise do perfilômetro. Não foram observadas diferenças significativas no AFM para os grupos CT, DG e DK, que apresentaram a menor rugosidade de superfície; DA e DP apresentaram os maiores valores Ra. O DA, DP e CT mostraram valores de brilho superficial mais baixos, e a reflectância foi significativamente diferente da observada para os grupos DK e DG. A análise de SEM revelou a superfície mais homogênea para o grupo DK, seguido de grupos DG e CT; Os grupos DA e DP exibiram graus variáveis de irregularidades da superfície. Não foram observadas diferenças significativas entre os grupos quanto à resistência à flexão biaxial. O protocolo de polimento utilizado no grupo DK pode ser uma boa alternativa para o acabamento em consultório das superfícies de cerâmicas prensadas após ajustes.

Keywords : ceramics; roughness; surface; polishing.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )