SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.17 número3Physis's health and Dasein's health according to HeideggerTruth in biomedicine, adverse reactions and side effects: an introductory reflection índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

Links relacionados

Compartir


Physis: Revista de Saúde Coletiva

versión impresa ISSN 0103-7331versión On-line ISSN 1809-4481

Resumen

PUTTINI, Rodolfo Franco  y  PEREIRA JUNIOR, Alfredo. Além do mecanicismo e do vitalismo: a "normatividade da vida" em Georges Canguilhem. Physis [online]. 2007, vol.17, n.3, pp.451-464. ISSN 1809-4481.  https://doi.org/10.1590/S0103-73312007000300003.

Discutimos a epistemologia das ciências da vida e das ciências da saúde de Georges Canguilhem, revendo sua crítica à concepção mecanicista da normalidade e da patologia e seu posicionamento frente ao vitalismo. Sugerimos que, enfatizando o conceito de "normatividade da vida", Canguilhem teria apontado para uma superação da oposição entre mecanicismo e vitalismo. Para tal, fazemos uma breve comparação da "normatividade da vida" com o conceito contemporâneo de auto-organização de Michel Debrun, argumentando que a emergência da norma vital se situa num estágio secundário de um processo de (auto-)organização da vida e, portanto, tal normatividade não teria a conotação vitalista, erroneamente atribuída a Canguilhem.

Palabras clave : normatividade da vida; normal e patológico; mecanicismo; vitalismo; auto-organização.

        · resumen en Inglés     · texto en Portugués     · Portugués ( pdf )

 

Creative Commons License Todo el contenido de esta revista, excepto dónde está identificado, está bajo una Licencia Creative Commons