SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.22 número1Perfil dos pacientes internados em serviços de pediatria no município do Rio de Janeiro: mudamos?Integrando a Terminologia para entender a biossegurança índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Physis: Revista de Saúde Coletiva

versão impressa ISSN 0103-7331

Resumo

MENDONCA, André Luis Oliveira  e  CAMARGO JR, Kenneth Rochel. Complexo médico-industrial/financeiro: os lados epistemológico e axiológico da balança. Physis [online]. 2012, vol.22, n.1, pp. 215-238. ISSN 0103-7331.  http://dx.doi.org/10.1590/S0103-73312012000100012.

Neste artigo, empreendemos uma análise sobre a temática atinente ao complexo médico-industrial (CMI) e complexo médico-financeiro (CMF), inspirados no referencial teórico dos science studies. Amiúde, a temática referente ao complexo médico-industrial/financeiro é abordada pelo viés da dicotomia entre interesses econômicos e valores sociais. Aqui, almejamos chamar a atenção para a necessidade de se levar em consideração os vários prismas da questão, uma vez que as referidas noções procuram nomear um tipo de fenômeno extremamente complexo. De modo a se obter uma avaliação simultaneamente ampla e profunda do problema, julgamos ser oportuno desencavar o ideário subjacente tanto aos seus aspectos epistemológicos quanto aos axiológicos. Para realizar esse objetivo a contento, começamos com uma breve contextualização e reavaliação dos science studies; em seguida, realizamos uma espécie de revisão da literatura em português relativa ao conceito de CMI e CMF, chamando a atenção para as recentes tentativas de suplantar a dicotomia "interesses econômicos x valores sociais"; depois disso, procuramos deslindar, a partir da discussão acerca dos modos de produção do conhecimento, o background epistemológico e econômico subjacente a CMI; na sequência, colocamos em relevo alguns diagnósticos críticos da indústria farmacêutica, tendo como mote as noções de medicalização social e de medicina alternativa e complementar (MAC); por fim, apontamos na direção de uma abordagem a mais ampla e aguda possível de uma problemática que não pode mais ser pensada em moldes meramente dicotômicos.

Palavras-chave : complexo médico-industrial; complexo médico-financeiro; interesses econômicos; valores sociais; epistemologia; axiologia; science studies.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · pdf em Português