SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.22 issue3Child development: its agents and the public policies of the city of Rio de JaneiroFamily's medical records in the perspective of the health care coordination author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Physis: Revista de Saúde Coletiva

Print version ISSN 0103-7331

Abstract

GOMES, Annatalia Meneses de Amorim; CAPRARA, Andrea; LANDIM, Lucyla Oliveira Paes  and  VASCONCELOS, Mardênia Gomes Ferreira. Relação médico-paciente: entre o desejável e o possível na atenção primária à saúde. Physis [online]. 2012, vol.22, n.3, pp. 1101-1119. ISSN 0103-7331.  http://dx.doi.org/10.1590/S0103-73312012000300014.

A relação médico-paciente no contexto da atenção primária é um desafio para a implementação de práticas humanizadas em saúde, considerando sua relevância e a emergência da problemática da humanização como necessidade social. Para que se possa avançar nesse campo, faz-se necessário rever o que se tem produzido sobre o assunto, mapeando os limites e avanços dessa relação. Este estudo busca compreender o encontro no âmbito da atenção primária à saúde, pensando a relação médico-paciente em termos hermenêuticos, a partir da construção de novos horizontes normativos no plano dos valores morais e éticos, com vistas à humanização da saúde. O estudo foi realizado no período de 2008-2009 em duas unidades de Saúde da Família do Município de Fortaleza, Ceará. Utilizaram-se técnicas de entrevista aprofundada e observação participante, totalizando 11 encontros com médicos e 37 com pacientes, além da gravação de 53 consultas. Os dados foram organizados e analisados no software Qualitative Solutions Research Nvivo (QSR). Pacientes e médicos ponderaram sobre três aspectos principais que influenciam a interação clínica na Estratégia Saúde da Família: as características pessoais do médico, o agir profissional e os problemas na organização dos serviços. Entre os resultados, apareceram três perfis do encontro médico-paciente: o encontro centrado no paciente, o encontro sem entendimento e o realizado a curto prazo. O estabelecimento de um vínculo requer apoio intensivo às mudanças na organização dos serviços, com ênfase numa formação profissional que valorize a cultura, o protagonismo e a reflexão filosófica da convivência humana, visando à qualificação da atenção primária.

Keywords : atenção primária à saúde; humanização da assistência; relações médico-paciente.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese