SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.25 número1Democracia e conquista: Saúde Mental como política pública municipalPatologização e penalização do uso de drogas: uma análise socioantropológica de proposições legislativas (2007-2010) índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Physis: Revista de Saúde Coletiva

versão impressa ISSN 0103-7331

Resumo

SILVA, Jacqueline Barbosa; CARDOSO, Gisela Cordeiro Pereira; NETTO, Antonio Ruffino  e  KRITSKI, Afrânio Lineu. Os significados da comorbidade para os pacientes vivendo com TB/HIV: repercussões no tratamento. Physis [online]. 2015, vol.25, n.1, pp.209-229. ISSN 0103-7331.  https://doi.org/10.1590/S0103-73312015000100012.

O objetivo é compreender o processo de construção dos significados atribuídos pelos pacientes em relação à vivência da comorbidade tuberculose e HIV (TB/HIV), e sua repercussão nos respectivos tratamentos. Diante da complexidade do objeto, optou-se em estudá-lo à luz do referencial teórico do construcionismo social. O estudo qualitativo envolveu a realização de entrevista semiestruturada com dez pacientes com TB/HIV, acompanhados em um hospital na cidade do Rio de Janeiro. Os dados coletados foram submetidos à técnica de análise de conteúdo temático, organizados em cinco eixos: a) paciente e suas doenças; b) apoio; c) significados do tratamento; d) relação com o serviço de saúde; e e) estigma, preconceito e discriminação. Os resultados sinalizam que a vivência das duas condições e seus respectivos tratamentos é uma experiência difícil, trazendo sofrimento acentuado à vida dos pacientes. A TB acirra a dor do viver com HIV/Aids. O estigma da TB é reforçado pelo estigma da Aids, aumentando a vivência de medo associado ao preconceito. À família, à religião e ao serviço de saúde é atribuído papel fundamental, como lugar seguro e de preservação da identidade. Apesar do sofrimento físico, psicológico e moral e das dificuldades com ambos os tratamentos, é possível fazer conciliações no cotidiano.

Palavras-chave : TB; HIV; TB/HIV; construcionismo social; adesão ao tratamento.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )