SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.31 issue6Budding of "caninha" grass (Andropogon lateralis Nees) under burning effectExternal skeletal fixation for arthrodesis of the knee joint in parrot (Amazona aestiva) author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Ciência Rural

Print version ISSN 0103-8478On-line version ISSN 1678-4596

Abstract

LOGUERCIO, Andrea Pinto  and  ALEIXO, José Antônio Guimarães. Microbiologia de queijo tipo Minas Frescal produzido artesanalmente. Cienc. Rural [online]. 2001, vol.31, n.6, pp.1063-1067. ISSN 0103-8478.  http://dx.doi.org/10.1590/S0103-84782001000600024.

Com o objetivo de avaliar as condições higiênico-sanitárias do queijo Minas Frescal produzido artesanalmente em Cuiabá - MT, foi realizada análise microbiológica de trinta amostras obtidas em dois pontos de comercialização. A análise microbiológica consistiu da contagem em placas de Staphylococcus aureus e da contagem estimativa de coliformes totais, fecais e Escherichia coli pela técnica do NMP-3 tubos. Na determinação de coliformes fecais, 28 amostras (93,33%) apresentaram número mais provável (NMP) > 10² NMP/g e somente duas amostras (6,67%) estavam dentro dos padrões legais exigidos. Na contagem de S. aureus, em 29 amostras (96,67%) obteve-se valores superiores a 10³ufc/g, estando apenas 1 amostra (3,33%) em conformidade com o padrão legal. Conclui-se que uma maior atenção deve ser dada pelas autoridades sanitárias em relação à permissão de fabricar e comercializar esse produto, uma vez que ele representa risco à saúde dos consumidores.

Keywords : queijo Minas Frescal; coliformes; Staphylococcus aureus; Escherichia coli.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf epdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License