SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.33 issue5Arterial and venous blood in the assessment of blood gas and acid-base status in healthy steers or steers with metabolic acidosisInstantaneous center of motion following ex-vivo extra-articular stabilization for the cranial cruciate ligament-deficient stifle author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Ciência Rural

Print version ISSN 0103-8478

Abstract

BRONDANI, Juliana Tabarelli et al. Alterações cardiovasculares de gatos submetidos à toracotomia intercostal, pré-medicados com associação de tramadol, butorfanol e atropina e anestesiados com propofol e halotano. Cienc. Rural [online]. 2003, vol.33, n.5, pp. 869-873. ISSN 0103-8478.  http://dx.doi.org/10.1590/S0103-84782003000500012.

A toracotomia é um procedimento cirúrgico que produz estímulo doloroso intenso. O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito cardiovascular da associação tramadol, butorfanol e atropina na medicação pré-anestésica de gatos anestesiados com propofol e halotano. Doze animais, SRD, machos ou fêmeas, com peso médio de 2,7 ± 0,62kg receberam como medicação pré-anestésica (MPA), a associação de tramadol (2,0mg kg-1), butorfanol (0,4mg kg-1) e atropina (0,044mg kg-1), via intramuscular. Trinta minutos após MPA, a indução foi realizada com propofol (5,0mg kg-1) por via intravenosa. A manutenção anestésica foi obtida com halotano e oxigênio 100% sob ventilação artificial manual. Os gatos foram submetidos à toracotomia intercostal para implante de um segmento autólogo de pericárdio no diafragma. As variáveis avaliadas foram: freqüência cardíaca (bpm), saturação de oxigênio da hemoglobina (%), pressão arterial sistólica (mmHg) e vaporização de halotano (%). As variáveis foram mensuradas 20 minutos após a MPA (TMPA), 10 minutos após indução e a cada 10 minutos até o final do procedimento cirúrgico (T10 a T100).Os dados obtidos foram analisados estatisticamente através de ANOVA e teste de Bonferroni (p<0,05). Os resultados demonstraram redução na pressão arterial sistólica e freqüência cardíaca, estatisticamente significativa (p<0,05), porém, se mantiveram dentro da faixa de variação fisiológica para a espécie felina. Saturação de oxigênio da hemoglobina manteve-se ao redor de 100% em todos os tempos. A vaporização de halotano diminuiu significativamente do T30 ao T100, permancendo na maior parte do tempo cirúrgico abaixo da concentração alveolar mínima para gatos. Conclui-se que a associação tramadol (2,0mg kg-1) , butorfanol (0,4mg kg-1) e atropina (0,044mg kg-1), via intramuscular, como pré-medicação, em gatos, anestesiados com propofol (5,0mg kg-1) e halotano produz mínimas alterações cardiovasculares, não induz sedação e promove analgesia satisfatória para realização de toracotomia intercostal lateral.

Keywords : gatos; toracotomia; tramadol; butorfanol.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese