SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.34 número2Variação anual da composição bromatológica de duas forrageiras cultivadas nas baixadas litorâneas do Estado do Rio de Janeiro, BrasilDigestibilidade in vivo dos nutrientes de cultivares de amoreira (Morus alba L.) em caprinos índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Ciência Rural

versão impressa ISSN 0103-8478

Resumo

SOUZA-SOBRINHO, Fausto de et al. Estimativas de repetibilidade para produção de matéria seca em alfafa. Cienc. Rural [online]. 2004, vol.34, n.2, pp. 531-537. ISSN 0103-8478.  http://dx.doi.org/10.1590/S0103-84782004000200030.

Com o aumento da competitividade do setor produtivo, a pecuária leiteira brasileira busca, de todas as formas, sistemas de produção que obtenham maior produtividade e menor custo. Entre as estratégias adotadas para tal fim, estão a melhoria da qualidade do rebanho e da forragem fornecida aos animais, de modo que estes expressem todo o seu potencial produtivo. A alfafa, conhecida pela excelente qualidade forrageira e boa palatabilidade, surge como boa opção. Entretanto, ainda há muito o que se trabalhar para a obtenção de cultivares melhor adaptadas às condições tropicais. Informações teóricas sobre características de importância forrageira são necessárias para a orientação dos programas de melhoramento. Nesse sentido, o objetivo deste trabalho foi estimar o coeficiente de repetibilidade para a produtividade de matéria seca de alfafa na região Sudeste do Brasil e determinar o número ideal de avaliações para a seleção dos genótipos superiores, por meio de quatro metodologias diferentes. Utilizaram-se dados de produtividade de matéria seca obtidos em quatro ensaios de comparação de cultivares de alfafa, conduzidos em diferentes regiões do Estado de Minas Gerais. Estimou-se o coeficiente de repetibilidade (r), para cada um dos ensaios, por meio dos métodos da análise de variância (Anova), dos componentes principais com base na matriz de covariância (CP-1) e de correlação (CP-2), e pela análise estrutural baseada na matriz de correlação. Observou-se que houve boa concordância entre as diferentes metodologias de estimação do coeficiente de repetibilidade em todos os ensaios. A estimativa média de repetibilidade para produção de matéria seca de alfafa nos quatro ensaios avaliados foi de 0,59, com coeficiente de determinação médio de 0,96. Constatou-se, também, que a realização de apenas quatro cortes, em média, foram suficientes para se conhecer o real valor genotípico das cultivares testadas, com 85% de confiabilidade.

Palavras-chave : Medicago sativa L.; produtividade; forrageira; melhoramento.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · pdf em Português