SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.36 issue4The color of illumination affects the stress response of jundiá (Rhamdia quelen, Quoy & Gaimard, Heptapteridae)Macro minerals to beef cattle in the native pastures of Campos de Cima da Serra - RS, Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Ciência Rural

Print version ISSN 0103-8478

Abstract

PADUA, Fabio Teixeira de et al. Produção de matéria seca e composição químico-bromatológica do feno de três leguminosas forrageiras tropicais em dois sistemas de cultivo. Cienc. Rural [online]. 2006, vol.36, n.4, pp. 1253-1257. ISSN 0103-8478.  http://dx.doi.org/10.1590/S0103-84782006000400032.

O experimento foi conduzido no setor de forragicultura e pastagens do Departamento de Nutrição Animal e Pastagens, no Instituto de Zootecnia da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, em Seropédica, RJ, para avaliar a produção de matéria seca (PMS) e a composição químico-bromatológica de três leguminosas forrageiras tropicais: kudzu tropical (Pueraria phaseoloides), macrotiloma (Macrotyloma axillare) e soja perene (Neonotonia wightii) em dois sistemas de cultivo (SC) (tutorado e livre). Utilizou-se um delineamento em blocos ao acaso, em um esquema fatorial (3 (espécies) x 2 (SC) x 4 (Repetições), em parcelas de 20m2. A PMS foi significativamente diferente (P<0,05) entre os SC, sendo que, para todas as espécies avaliadas, o SC tutorado apresentou maior produtividade. Não foi observado efeito significativo (P>0,05) para os valores referentes a proteína bruta (PB) e fibra em detergente ácido (FDA) das leguminosas em cada sistema de cultivo. Já para os valores de fibra em detergente neutro (FDN), houve diferença significativa (P<0,05) entre as espécies estudadas sendo que a espécie que apresentou maiores valores foi o kudzu tropical, seguido pela soja perene e o macrotiloma. Com relação à matéria mineral (MM), a interação (leguminosa x SC) apresentou efeito significativo (P<0,05). O maior valor observado no SC tutorado foi para o kudzu tropical, que diferiu das demais espécies. No entanto, quanto ao SC livre, o maior valor foi observado para a soja perene, o qual não diferiu para o kudzu tropical, porém diferiu para o macrotiloma.

Keywords : macrotiloma; kudzu tropical e soja perene.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese