SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.36 número5Prevalence of antibodies to influenza virus, viral arteritis and herpesvirus in horses of the Rio Grande do Sul state, BrazilIdentification of porcine circovirus type 2 by polymerase chain reaction and immunohistochemistry on archived porcine tissues since 1988 in Brazil índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Ciência Rural

versión impresa ISSN 0103-8478

Resumen

BOROWSKY, Luciane Martins; BESSA, Marjo Cadó; CARDOSO, Marisa de Itapema  y  AVANCINI, César Augusto Marchionatti. Sensibilidade e resistência de amostras de Salmonella Typhimurium isoladas de suínos abatidos no Rio Grande do Sul/Brasil frente aos desinfetantes químicos quaternário de amônio e iodofor. Cienc. Rural [online]. 2006, vol.36, n.5, pp. 1474-1479. ISSN 0103-8478.  http://dx.doi.org/10.1590/S0103-84782006000500020.

Na prevenção da ocorrência ou na interrupção da evolução de enfermidades infecto-transmissíveis comuns aos animais e aos seres humanos, como é o caso da salmonelose, o uso de um desinfetante capaz de agir sobre o agente causal quando em vida livre, no ambiente, exerce grande importância. No entanto, a resistência microbiana, intrínseca ou adquirida, pode apresentar-se como um limitante no uso deste instrumento sanitário. Objetivando monitorar a sensibilidade da Salmonella Typhimurium, 96 amostras isoladas de suínos abatidos no Estado do Rio Grande do Sul,Brasil, foram confrontadas com dois compostos químicos desinfetantes (origem comercial) de uso freqüente em ambientes de produção animal e de transformação de seus subprodutos: um quaternário de amônio e o iodofor. Foram usadas as concentrações indicadas pelo fabricante e uma menor para simular possível situação de sub-concentração. O método de verificação foi o de diluição através do teste de suspensão, observando a inativação bacteriana nos tempos de contato 5, 15, 30 e 60 minutos. Como resultados obtidos, todas as amostras foram inativadas quando utilizado o composto quaternário de amônio, em ambas as concentrações. Frente ao iodofor, 4 (quatro) amostras mostraram-se resistentes a este composto na concentração indicada e 59 frente à sub-concentração. Conclui-se ser necessário, seja para a eleição ou para o monitoramento da eficácia, o confronto dos desinfetantes/anti-sépticos com bactérias presentes nos ambientes específicos de produção animal ou mesmo nos de transformação de seus subprodutos.

Palabras llave : Salmonella Typhimurium; quaternário de amônio; iodofor; desinfetante; Medicina Veterinária Preventiva; sanidade animal; suinocultura.

        · resumen en Inglés     · texto en Portugués     · pdf en Portugués