SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.37 issue6Serpentine leafminer (Liriomyza trifolii) on potato (Solanum tuberosum): field observations and plant photosynthetic responses to injuryCapacity of earwig Marava arachidis (Yersin) to access fennel plants Foeniculum vulgare Mill in laboratory and field author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Ciência Rural

Print version ISSN 0103-8478

Abstract

ARROTEIA, Carla Cristina; KEMMELMEIER, Carlos  and  MACHINSKI JUNIOR, Miguel. Efeito dos extratos aquoso e oleoso de Nim [Azadirachta indica A. Juss (Meliaceae)] na produção de patulina em maçãs contaminadas por Penicillium expansum. Cienc. Rural [online]. 2007, vol.37, n.6, pp. 1518-1523. ISSN 0103-8478.  http://dx.doi.org/10.1590/S0103-84782007000600002.

A Região Sul do Brasil é grande produtora de maçã, sendo 80% destinada ao consumo in natura. As micotoxinas são metabólitos secundários de fungos presentes na cadeia alimentar como contaminantes, causando diversos efeitos toxicológicos e imunológicos. Considerando que a patulina seja uma micotoxina produzida por Penicillium expansum, principal contaminante da maçã propôs-se investigar a ação de extratos aquoso e oleoso de Nim (Azadirachta indica) em maçã artificialmente contaminada. Foram testados dois tipos de extratos: o extrato aquoso obtido de maceração de folhas de Nim nas concentrações de 5, 10, 20 e 30%, e o extrato oleoso comercial (DalNeem®), obtido de sementes de Nim, nas concentrações de 0,125, 0,25, 0,5, 1, 2 e 5%. Os extratos aquosos não alteram a produção da patulina em maçãs contaminadas artificialmente por P. expansum, mas o extrato oleoso obtido das sementes da planta diminuiu acentuadamente a produção de patulina, inclusive em concentrações inferiores a 0,5%.

Keywords : Azadirachta indica; maçã; Nim; patulina; Penicillium expansum.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese