SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.38 número8Crescimento de plantas de Salvia officinalis sob ação de reguladores de crescimento vegetalRopivacaína isolada e associada ao fentanil ou ao tramadol administrados pela via peridural em cães índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Ciência Rural

versão impressa ISSN 0103-8478

Resumo

SILVA, Ediane Batista da et al. Característica leucocitária, relação albumina/globulina, proteína plasmática e fibrinogênio de bovinos da raça Nelore, confinados e terminados a pasto. Cienc. Rural [online]. 2008, vol.38, n.8, pp. 2191-2196. ISSN 0103-8478.  http://dx.doi.org/10.1590/S0103-84782008000800016.

Esse trabalho avaliou as mudanças na contagem de leucócitos e algumas proteínas séricas de bovinos confinados e terminados a pasto. De 120 amostras sangüíneas coletadas, 60 foram obtidas de bovinos Nelores machos confinados e 60 de animais com as mesmas características, porém manejados extensivamente. As amostras foram obtidas por ocasião do abate desses animais. Os parâmetros estudados foram contagem de leucócitos, razão albumina/globulina e concentração de fibrinogênio plasmático. Na análise dos dados empregou-se estatística descritiva, obtendo-se as médias, desvio padrão e coeficiente de variação para todos as variáveis avaliadas e posteriormente comparou-se as médias por meio de teste não-paramétrico. Os bovinos terminados a pasto apresentaram maior nível de globulina e fibrinogênio (P>0,05) quando comparados com os confinados (globulina: pastejo=3,29g dL-1 0,76; confinamento 2,99g dL-1±0,60 e Fibrinogênio: pastejo=872mg dL-1±610; confinamento=633mg dL-1±319). O número de leucócitos total foi de 7,64±2,15 em bovinos confinados e de 7,72±1,84 nos terminados a pasto. Não houve diferença (P>0,05) entre essa variável e a contagem diferencial de leucócitos bem como na proteína sérica total (g dL-1) dos bovinos terminados a pasto (6,10±0,53) e dos confinados (5,96±0,49). O nível de albumina dos bovinos confinados (3,01g dL-1±0,43) e a razão A/G (1,07±8,91) foram maiores quando comparados com os bovinos terminados a pasto (2,82g dL-1±0,45) e (0,95±0,38) respectivamente. O nível mais elevado de albumina nos bovinos confinados sugere que eles foram submetidos a uma dieta nutricional mais adequada. O constante desafio imunológico sofrido pelos animais terminados a pasto pode ter sido responsável pelo elevado nível de globulina e fibrinogênio. Esses resultados indicaram que, apesar das adversidades que os bovinos confinados são submetidos, eles não apresentaram alterações correlacionadas com esse fato.

Palavras-chave : criação extensiva; bovinos; leucócitos; proteínas plasmáticas.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · pdf em Português