SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.39 issue3Polyethylene glycol increases the penetration of bovine viral diarrhea virus, vesicular stomatitis virus and bovine respiratory syncytial virus in cultured cellsNutritive value of forage of pastures managed during cool-season author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Ciência Rural

Print version ISSN 0103-8478

Abstract

NASCIMENTO, Érica Maria; FURLONG, John; PIMENTA, Daniel Sales  and  PRATA, Márcia Cristina de Azevedo. Efeito anti-helmíntico do hidrolato de Mentha villosa Huds. (Lamiaceae) em nematóides gastrintestinais de bovinos. Cienc. Rural [online]. 2009, vol.39, n.3, pp. 817-824.  Epub Feb 06, 2009. ISSN 0103-8478.  http://dx.doi.org/10.1590/S0103-84782009005000017.

Atualmente, o estudo da atividade anti-helmíntica de plantas medicinais em ruminantes tem atraído bastante interesse. Mentha villosa Huds. (Lamiaceae) é uma das espécies de hortelã que tem sido utilizada popularmente devido às diversas propriedades medicinais, inclusive para o controle de verminoses. O presente estudo teve como objetivo testar a atividade anti-helmíntica do hidrolato dessa planta em bezerras infectadas por nematóides gastrintestinais, tanto in vitro, pelo método de coprocultura quantitativa, quanto in vivo, por meio do teste de redução no número de ovos de nematóides nas fezes dos hospedeiros. No teste in vitro, o hidrolato nas concentrações de 40%, 60% e 80% e 100% apresentou porcentagem de eficácia de 91,88%, 94,15%, 98,40% e 100%, respectivamente, mostrando atividade ovicida significativa sobre nematóides gastrintestinais em bezerras. Entretanto, os resultados do teste in vivo mostraram ausência de atividade anti-helmíntica do hidrolato de M. villosa na dose de 0,1ml kg dia-1, nos animais tratados.

Keywords : plantas medicinais; fitoterapia; helmintos; hortelã; Mentha villosa.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese