SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.39 número9Eficácia de limpeza durante o beneficiamento do tomate de mesaManejo do etileno durante o armazenamento de ameixas 'Laetitia' em atmosfera controlada índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Ciência Rural

versão impressa ISSN 0103-8478versão On-line ISSN 1678-4596

Resumo

STEFFENS, Cristiano André et al. Armazenamento de ameixas 'Laetitia' em atmosfera modificada. Cienc. Rural [online]. 2009, vol.39, n.9, pp.2439-2444. ISSN 0103-8478.  https://doi.org/10.1590/S0103-84782009000900009.

Objetivou-se avaliar o efeito da atmosfera modificada (AM) na manutenção da qualidade físico-química de ameixas da cultivar 'Laetitia'. Os tratamentos avaliados foram: armazenamento refrigerado (AR; 21,0kPa O2 + 0,03kPa CO2), AM [polietileno de baixa densidade (PEBD, 40µm) sem perfuração], AM com adição de 10kPa de CO2 e AM com quatro perfurações de 2,0mm de diâmetro. Os tratamentos AM, AM com perfurações e AM com adição de CO2 proporcionaram as pressões parciais médias de 1,9kPa O2 + 15,2kPa CO2, 8,1kPa O2 + 9,6kPa CO2 e 4,1kPa O2 + 16,0kPa CO2, respectivamente. Ameixas armazenadas em AR apresentaram menores valores de firmeza de polpa e força para ruptura da casca, bem como coloração da epiderme mais vermelha e maior incidência de rachaduras na saída da câmara. A força para penetração da polpa e a resistência do fruto à compressão, na saída da câmara, foram maiores nos frutos armazenados em AM com perfuração, não havendo diferenças entre as condições de AM após quatro dias em condição ambiente. A acidez titulável foi mais elevada em todas as condições de AM, na saída da câmara. A incidência de podridões foi menor nos frutos armazenados em AM com perfurações. A taxa respiratória foi mais elevada nos frutos armazenados em AM na saída da câmara, mas não após quatro dias em condição ambiente. A incidência de degenerescência da polpa foi elevada em todos os tratamentos, porém menor em AR e AM com perfurações.

Palavras-chave : Prunus salicina; pós-colheita; degenerescência da polpa; qualidade.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons