SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.40 número12Relação hipsométrica para Pinus caribaea var. hondurensis e Pinus tecunumanii em povoamento homogêneo no Estado de RondôniaBioquímica plasmática de cascavéis (Caudisona durissa LINNAEUS, 1758) em cativeiro índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Ciência Rural

versão impressa ISSN 0103-8478

Resumo

FRASSETTO, Eduardo Garcia; FRANCO, Elci Terezinha Henz; KIELSE, Paula  e  AMARAL, Vanessa Fiad Martins do. Enraizamento de estacas de Sebastiania schottiana Müll. Arg.. Cienc. Rural [online]. 2010, vol.40, n.12, pp.2505-2509.  Epub 17-Dez-2010. ISSN 0103-8478.  http://dx.doi.org/10.1590/S0103-84782010005000199.

O pouco domínio dos processos envolvidos no enraizamento de estacas de diversas espécies florestais tem sido um fator limitador para a produção de mudas via propagação vegetativa, impedindo possíveis ganhos econômicos e ecológicos nas atividades de reflorestamento e recuperação de áreas degradadas. O objetivo deste estudo foi verificar o potencial de enraizamento de estacas de Sebastiania schottiana, submetidas a diferentes doses e tempos de imersão em produto comercial Orgasol® FTS (composto de aminoácidos e micronutrientes). Estacas basais, medianas e apicais tiveram suas bases imersas em Orgasol® FTS nas doses de 0; 5; 10 e 15mL L-1, durante 1 minuto. O delineamento experimental foi realizado em blocos ao acaso, com três repetições de 20 estacas por parcela. Aos 75 dias, avaliou-se a porcentagem de estacas enraizadas, o comprimento e diâmetro da raiz mais longa. Em um segundo experimento, estacas basais e medianas foram tratadas em 15mL L-1 do produto, durante 0, 15, 30 e 45 minutos. O delineamento experimental foi realizado em blocos ao acaso, com três repetições e 20 estacas por parcela. Aos 150 dias, avaliou-se a porcentagem de estacas enraizadas, massa seca das raízes e o comprimento e diâmetro da raiz mais longa. No primeiro experimento, o aumento da dose do produto promoveu um maior potencial de enraizamento em todos os tipos de estacas, com maior porcentagem de estacas enraizadas no tratamento com 15mL L-1 do produto. No segundo experimento, os maiores potenciais de enraizamento foram observados em estacas basais e medianas tratadas com 15mL L-1 do produto, por 45 minutos. O uso do produto comercial Orgasol® FTS favoreceu a indução de raízes adventícias em estacas de Sebastiania schottiana.

Palavras-chave : Sarandi; propagação vegetativa; aminoácidos; raízes adventícias; micronutrientes.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons