SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.41 número7Anoftalmia clínica bilateral associada à hidrocefalia congênita em cãoCriptococose pulmonar associada à infecção sistêmica por Corynebacterium pseudotuberculosis em cabra (Capra hircus) índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Ciência Rural

versão impressa ISSN 0103-8478

Resumo

SOUZA, Soraia Figueiredo de et al. Aspectos clínicos e concentração sérica da creatina-quinase e lactato-desidrogenase em cães submetidos à fisioterapia após atrofia muscular induzida. Cienc. Rural [online]. 2011, vol.41, n.7, pp.1255-1261. ISSN 0103-8478.  http://dx.doi.org/10.1590/S0103-84782011000700024.

Avaliou-se a resposta de diferentes protocolos fisioterapêuticos em cães após a indução de atrofia muscular por meio da imobilização do joelho por 30 dias. Os grupos foram denominados grupo C ou controle, grupo E (massagem, movimentação passiva e eletroterapia), grupo H (massagem, movimentação passiva e hidroterapia em esteira aquática) e grupo EH (massagem, movimentação passiva, eletroterapia e hidroterapia em esteira aquática). Foram mensurados os graus de claudicação, arco do movimento, circunferência da coxa e a variação sérica das enzimas creatina-quinase e lactato-desidrogenase. De acordo com os resultados encontrados, foi possível concluir que as modalidades terapêuticas de massagem, movimentação passiva da articulação, estimulação elétrica neuromuscular e hidroterapia por caminhada em esteira aquática aceleram a recuperação clínica em cães com atrofia muscular induzida.

Palavras-chave : massagem; movimentação passiva articular; hidroterapia; esteira aquática.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf epdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons