SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.41 número7Anoftalmia clínica bilateral associada à hidrocefalia congênita em cãoCriptococose pulmonar associada à infecção sistêmica por Corynebacterium pseudotuberculosis em cabra (Capra hircus) índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Ciência Rural

versão impressa ISSN 0103-8478

Resumo

SOUZA, Soraia Figueiredo de et al. Aspectos clínicos e concentração sérica da creatina-quinase e lactato-desidrogenase em cães submetidos à fisioterapia após atrofia muscular induzida. Cienc. Rural [online]. 2011, vol.41, n.7, pp. 1255-1261. ISSN 0103-8478.  http://dx.doi.org/10.1590/S0103-84782011000700024.

Avaliou-se a resposta de diferentes protocolos fisioterapêuticos em cães após a indução de atrofia muscular por meio da imobilização do joelho por 30 dias. Os grupos foram denominados grupo C ou controle, grupo E (massagem, movimentação passiva e eletroterapia), grupo H (massagem, movimentação passiva e hidroterapia em esteira aquática) e grupo EH (massagem, movimentação passiva, eletroterapia e hidroterapia em esteira aquática). Foram mensurados os graus de claudicação, arco do movimento, circunferência da coxa e a variação sérica das enzimas creatina-quinase e lactato-desidrogenase. De acordo com os resultados encontrados, foi possível concluir que as modalidades terapêuticas de massagem, movimentação passiva da articulação, estimulação elétrica neuromuscular e hidroterapia por caminhada em esteira aquática aceleram a recuperação clínica em cães com atrofia muscular induzida.

Palavras-chave : massagem; movimentação passiva articular; hidroterapia; esteira aquática.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · pdf em Português