SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.42 número4Adaptabilidade e estabilidade fenotípica de genótipos de cana-de-açúcar no estado de Minas Gerais índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Ciência Rural

versão impressa ISSN 0103-8478

Resumo

OLIVEIRA, Gustavo Migliorini de; BALAN, Marcelo Gonçalves; FONSECA, Inês Cristina de Batista  e  SAAB, Otavio Jorge Grigoli Abi. Sentidos de aplicação e pontas de pulverização no percentual de cobertura em alvos artificiais, para diferentes situações de orientação de alvo e vento. Cienc. Rural [online]. 2012, vol.42, n.4, pp.581-586. ISSN 0103-8478.  https://doi.org/10.1590/S0103-84782012000400001.

Diversos fatores influenciam na eficiência de uma aplicação via líquida: clima, equipamento, produto fitossanitário, tipo de alvo e momento biológico de controle. Outro ponto é a uniformidade da aplicação nas diferentes faces das folhas, pois influencia na absorção e translocação dos produtos sistêmicos e na ação de contato sobre o agente biológico que se quer controlar. O objetivo do trabalho foi estudar o efeito de diferentes sentidos de aplicação e pontas de pulverização no percentual de cobertura em alvos artificiais (face superior e inferior) para seis diferentes situações de orientação de alvo e vento. Os alvos artificiais constituíram-se de tiras de papel cartolina. Realizaram-se seis diferentes experimentos ou situações relativas à: orientação de alvo, em relação ao plano do solo, (horizontal - 0°; inclinada - 45o; vertical - 90°) x vento (0 e 10km h-1). Para cada uma dessas situações, estudou-se o efeito de seis aplicações: três diferentes sentidos (cima para baixo, lateral e baixo para cima) x duas pontas de pulverização (SF 110-02 e LD 110-02). Avaliou-se o percentual de cobertura das aplicações nas duas faces dos alvos artificiais. Nesse sentido, o delineamento experimental foi em esquema fatorial (Sentido de aplicação x Ponta de pulverização x Face do alvo) para cada uma das seis situações de orientação de alvo e vento. Os resultados indicam que as faces opostas ao sentido da aplicação recebem níveis de cobertura menores em relação à face direcionada ao sentido da aplicação, e que nas faces direcionadas ao sentido da aplicação, alvos orientados de forma inclinada (45°) e vertical (90°), a ponta SF 110-02 promoveu maiores níveis de cobertura, independentemente da ação do vento.

Palavras-chave : tecnologia de aplicação; cobertura; alvo artificial; faces de alvo.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons