SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.44 issue2Feeding preference by juvenile pike characin, Oligosarcus hepsetus, on two prey fish species of fish in a controlled environmentHemodynamic effects of deep anesthesia with a constant rate infusion of propopol or propofol combined with lidocaine in dogs author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Ciência Rural

Print version ISSN 0103-8478

Abstract

CURTI, Aline Ritter  and  REINIGER, Lia Rejane Silveira. Formação in vitro de raízes em canafístula: o efeito de diferentes meios de cultivo. Cienc. Rural [online]. 2014, vol.44, n.2, pp.314-320. ISSN 0103-8478.  http://dx.doi.org/10.1590/S0103-84782014000200019.

A canafístula [Peltophorum dubium (Spreng.) Taub.] é uma espécie florestal nativa do Brasil, dotada de características silviculturais promissoras para fins de (re)florestamento. No entanto, a produção de mudas de alta qualidade por meio da micropropagação é limitada pela reduzida formação de raízes. Em virtude disso, o presente estudo teve como objetivo avaliar o efeito de substratos alternativos ao ágar e do período de cultivo na formação in vitro de raízes de canafístula. Para tanto, foram testados, aos 30 e 60 dias de cultivo in vitro, meios de cultivo compostos por combinações dos substratos vermiculita (V), Plantmax®(P) ou areia fina (AF) ao meio nutritivo MS, contendo 10 µM de ácido 3-indol butírico (AIB), acrescido ou não de ágar (A). Obteve-se elevada sobrevivência das brotações, tanto aos 30 (92,3%) quanto aos 60 (82,6%) dias de cultivo. Em relação aos meios de cultivo, a maioria deles proporcionou uma elevada sobrevivência (91,1 a 100,0%) das brotações; constituíram exceções àqueles que continham (P). Intensa formação calogênica foi observada apenas após 60 dias de cultivo, na testemunha, que incluiu MS e (A), e naqueles outros dois tratamentos contendo (V). O melhor resultado de formação de raízes, tanto quantitativamente (36,78%) como pela qualidade das raízes, foi obtido no tratamento que incluiu (V) e (A), além de MS, aos 60 dias de cultivo. Com a utilização de (V) no meio de cultivo, há intensa formação de calos, aos 60 dias de cultivo, porém, também há maior formação de raízes e melhoria na qualidade do sistema radicular, quando este substrato é combinado ao meio nutritivo MS.

Keywords : cultura de tecidos; espécie florestal; vermiculita; areia fina; Plantmax®; ágar.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License