SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.45 issue3Capsular tension ring alone and associated with acrylic foldable intraocular lens in posterior capsular opacification after phacoemulsification in dogsExtraction of zein and its application in food preservation author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Ciência Rural

Print version ISSN 0103-8478

Abstract

FEITOSA, Mariana Lorenção et al. Fontes amiláceas como estratégia alimentar de controle da obesidade em cães. Cienc. Rural [online]. 2015, vol.45, n.3, pp.546-551. ISSN 0103-8478.  http://dx.doi.org/10.1590/0103-8478cr20140651.

O sorgo é uma fonte de carboidratos complexos que possui digestão lenta, podendo contribuir na redução de peso corporal pela manutenção de saciedade por tempo prolongado. Objetivou-se avaliar o uso de dietas formuladas a base de milho, sorgo e milho:sorgo na redução de peso corporal de cães, de ambos os sexos e de duas raças, previamente induzidos ao sobrepeso. Trinta e seis cães adultos inteiros foram distribuídos em um delineamento inteiramente casualizado em arranjo fatorial 3x2x2: três combinações de carboidratos - milho (60% - DM), sorgo (60% - DS) e milho:sorgo (30:30% - DMS); duas raças - Beagle (RBE) e Daschund (RDA); dois sexos. Os cães RBE e RDA tiveram, em média, uma redução de peso de aproximadamente 1,52±0,76kg e 0,97±0,62kg, respectivamente (P<0,05). Os machos (9,98±4,34), de ambas as raças, foram mais pesados que as fêmeas (8,87±3,67) (P<0,05). Todavia, a média do escore da condição corporal (ECC) não diferiu entre machos e fêmeas (P>0,05). Houve efeito significativo da raça e da dieta sobre o índice de massa corporal (IMCC) (P<0,05). Os cães RBE e RDA tiveram redução de IMCC de 11 e 18%, respectivamente (P<0,05). Verificou-se que os cães alimentados com DM apresentaram maior IMCC, comparado com as demais dietas (P<0,05) que não diferiram entre si (P>0,05). A redução de IMCC variou de 1,48, 3,29 e 2,75 para as dietas DM, DS e DMS (P<0,05), que representou cerca de 9,25%, 19,26 e 16,65%, respectivamente, da IMCC inicial (P<0,05). Conclui-se que a dieta influencia significativamente o IMCC, mas não interfere sobre o peso corporal. As dietas com sorgo tiveram os menores IMCC. A raça é determinante no IMCC. Em ambos os sexos não há diferença significativa no peso corporal entre os tratados com DM, DS ou DMS

Keywords : milho; nutrição; obesidade; sorgo.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )