SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.45 issue6Alternatives to antibiotic growth promoters for weanling pigsRam semen cryoprotector based on egg yolk plasma maintain the viability of acrosomal membrane author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Ciência Rural

Print version ISSN 0103-8478On-line version ISSN 1678-4596

Abstract

TELLES, Luiz Flávio et al. Arrancamento de penas psicogênico em maritacas: haloperidol e enriquecimento ambiental. Cienc. Rural [online]. 2015, vol.45, n.6, pp.1099-1106.  Epub Mar 24, 2015. ISSN 1678-4596.  https://doi.org/10.1590/0103-8478cr20140318.

Este trabalho avaliou a eficácia dos métodos de enriquecimento ambiental (EA) e da administração do fármaco haloperidol no controle de arrancamento de penas em maritacas mantidas em cativeiro. Foram formados três grupos: G1 tratado com haloperidol, G2 receberam enriquecimento ambiental e G3 aves sem arrancamento de penas. Utilizou-se registro scan, instantâneo dos comportamentos: antes, durante e depois dos tratamentos. Fotografias auxiliaram na avaliação da plumagem através de escore de 0 a 10. No G1, as maritacas reduziram significativamente a atividade física, aumentando o tempo em que ficavam paradas sobre o poleiro e redução também na expressão de outros comportamentos. Nenhuma maritaca do G1 apresentou melhora na qualidade da plumagem, já, no G2, apenas um indivíduo não melhorou a condição da plumagem. Sendo assim, a utilização do enriquecimento ambiental promoveu melhores condições de bem estar animal e proporcionou o crescimento de novas penas nas áreas de arrancamento, ao contrário das observações realizadas em maritacas tratadas com o haloperidol

Keywords : arrancamento de penas; haloperidol; enriquecimento ambiental; Aratinga leucophthalma, comportamento; bem estar animal.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )