SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.45 issue8Vitamin C and total phenols quantification in calli of native passion fruit induced by combinations of Picloram and KinetinHistopathological, immunohistochemical and biomolecular diagnosis of myocarditis due to Clostridium chauvoei in a bovine author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Ciência Rural

Print version ISSN 0103-8478On-line version ISSN 1678-4596

Abstract

SILVA, Janaina Lara da et al. Identificação de espécies toxigênicas de Aspergillus isoladas da dieta de cabras leiteiras utilizando uma abordagem polifásica. Cienc. Rural [online]. 2015, vol.45, n.8, pp.1466-1471.  Epub June 16, 2015. ISSN 1678-4596.  http://dx.doi.org/10.1590/0103-8478cr20140581.

Algumas espécies de fungos filamentosos que infestam os produtos agrícolas e ração são capazes de produzir micotoxinas. O objetivo deste trabalho foi identificar a micoflora presente nos concentrados e volumosos utilizados na dieta de cabras leiteiras e isolar as espécies Aspergillus flavuse A. parasiticus, com base em uma caracterização morfológica e molecular e capacidade micotoxigênica. Os alimentos foram coletados mensalmente em 11 fazendas produtoras de leite de cabra, totalizando 129 e 106 amostras de concentrado e volumoso, respectivamente. Para o isolamento da micobiota, foi utilizado o método de plaqueamento de superfície.Aspergillus, Penicilliume Fusariumforam os principais gêneros de fungos produtores de micotoxinas isolados das amostras. A caracterização morfológica e molecular e capacidade micotoxigênica foram utilizadas para identificação de A. flavus e A. parasiticus.Das cepas Aspergillusspp isoladas do concentrado, 39% produziram aflatoxinas B1 e B2, 17% produziram ácido ciclopiazônico (ACP), 18% produziram ambas as toxinas e 42% não tinham capacidade toxigênica. Apenas 2,0% das cepas produziram aflatoxinas B1, B2, G1 e G2. As cepas de Aspergillusspp. isoladas do volumoso foram produtores de aflatoxinas B1 e B2 (37%), ACP (14%), sendo que 14% produziram ambas toxinas e 49% não foram produtoras. Os genes aflD e aflR foram utilizados para a PCR e a PCR-RFLP, respectivamente. A presença de espécies toxigênicas em amostras de alimentos destinados a caprinos em lactação indica um risco potencial de contaminação dos produtos lácteos por aflatoxinas e ACP, caso estes sejam expostos a condições ambientais favoráveis ao crescimento de fungos e produção de micotoxinas.

Keywords : fungos toxigênicos; aflatoxinas; ácido ciclopiazônico; ração; caracterização molecular..

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )     · press release in English | Portuguese