SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.46 número12Manejo químico de sagitária (Sagittaria montevidensis) resistente aos herbicidas inibidores de Acetolactato Sintase e Fotossistema II aplicados em arroz irrigadoQualidade física e fisiológica das sementes de Lippia rotundifolia em função do condicionamento osmótico e condutividade elétrica índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Ciência Rural

versão On-line ISSN 1678-4596

Resumo

URSULINO, Marina Matias et al. Germinação e vigor de sementes de Dimorphandra gardneriana submetidas ao estresse hídrico em diferentes temperaturas. Cienc. Rural [online]. 2016, vol.46, n.12, pp.2090-2095. ISSN 1678-4596.  https://doi.org/10.1590/0103-8478cr20120792.

A espécie florestal Dimorphandra gardneriana Tul. é bastante utilizada para diversos produtos farmacológicos, mesmo assim há poucos estudos básicos para compreender seus atributos ecológicos e fisiológicos sob condições de estresse. Desta forma, o objetivo nesta pesquisa foi avaliar a germinação e o vigor de suas sementes quando submetidas a diferentes potenciais osmóticos e temperaturas. A restrição hídrica foi simulada com solução de polietilenoglicol 6000 (PEG 6000) nos potenciais osmóticos de 0; -0,2; -0,4; -0,6; -0,8 e -1,0MPa nas temperaturas constantes de 20, 25, 30 e 35°C. Na avaliação do efeito dos tratamentos, determinou-se a germinação e o vigor (índice de velocidade de germinação, comprimento e fitomassa seca de parte aérea e raízes) das sementes, em delineamento inteiramente ao acaso, em quatro repetições. A partir de -0,4MPa ocorre redução drástica da germinação e vigor das sementes, fatores estes menos afetados na temperatura de 25°C até-0,2MPa.

Palavras-chave : faveira; restrição hídrica; espécie florestal.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )