SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.47 número7Alterações morfológicas na capsula do casco em potros Crioulos do nascimento ao desmameCaracteres forrageiros de diferentes espécies do gênero Paspalum no Rio Grande do Sul: uma meta-análise índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Ciência Rural

versão On-line ISSN 1678-4596

Resumo

CAMPOS, Wilma Neres da Silva et al. Síntese e caracterização de nanopartículas de ouro conjugadas com curcumina e seus efeitos na osteoartrite experimental induzida. Cienc. Rural [online]. 2017, vol.47, n.7, e20161001.  Epub 22-Jun-2017. ISSN 1678-4596.  http://dx.doi.org/10.1590/0103-8478cr20161001.

A Osteoartrite (OA) é uma denominação clínica para uma combinação de condições patológicas que envolvem a degeneração progressiva da cartilagem articular e remodelação de osso subcondral. A curcumina, um potente agente anti-inflamatório, têm sido extensivamente estudada, no entanto não oferece boa biodisponibilidade sistêmica. Nanopartículas de ouro (AuNPs) apresentam aplicações potenciais na administração de substâncias terapêuticas aumentando a eficiência do transporte de fármacos. O objetivo deste estudo foi realizar a síntese e caracterização de um sistema conjugando as AuNPs à curcumina e avaliar seu potencial terapêutico em um modelo experimental de OA em camundongos por desestabilização do menisco medial (DMM). As AuNPs foram conjugadas com curcumina e os sistemas foram caracterizados por espectroscopia no UV-VIS, espalhamento de luz dinâmico (DLS) e determinação do potencial zeta. Formou-se 4 grupos de oito animais cada, denominados A, B, C, D que receberam injeção intra-articular de AuNPs, curcumina, AuNP-curcumina e solução fisiológica, respectivamente. Após 7 semanas, a cartilagem da articulação-femoro- tibio-patelar (AFTP) foi avaliada em uma variação de escore de 0 a 24. A conjugação de AuNP-curcumina mostrou boa estabilidade e aplicação terapêutica, mas não diferiu significativamente (P>0,05) dos grupos A e B, no entanto, mostrou menor valor de escore e significância (P<0,001) em relação ao grupo controle. Os resultados deste trabalho mostram a importância do desenvolvimento de novos nanofármacos. Neste caso a conjugação de AuNPs com a curcumina permitiu a obtenção de um nanofármaco com sugestivo potencial para aplicação no tratamento da OA.

Palavras-chave : camundongos; curcumina; nanofármacos; nanoterapia; osteoartrite.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )