SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.48 issue10Cardiac rhabdomyoma in a slaughtered pigDifferent sources of sulfur in diets of adult cats on the urinary parameters and acid-base balance author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Ciência Rural

Print version ISSN 0103-8478On-line version ISSN 1678-4596

Abstract

FORLANI, Gustavo Soares et al. Extrato aquoso de trigo (Triticum aestivum) na prevenção da mielossupressão e estresse oxidativo induzidos pela carboplatina em ratos Wistar. Cienc. Rural [online]. 2018, vol.48, n.10, e20170810.  Epub Sep 13, 2018. ISSN 1678-4596.  https://doi.org/10.1590/0103-8478cr20170810.

O presente estudo avaliou a utilização dos extratos aquosos de trigo como adjuvante a terapia antineoplásica com carboplatina. No estudo foram utilizadas 32 ratas, as quais foram aleatoriamente distribuídas em quatro grupos: G1 - controle negativo; G2 - controle tratado com solução fisiológica; G3 - tratado com extrato aquoso de trigo na concentração de 100mg/kg; G4 - tratado com extrato aquoso de trigo na concentração de 400mg/kg. Administrou-se 300mg/m² de carboplatina por via intraperitoneal no dia 0 nos grupos G2, G3, e G4, enquanto no G1 foi administrado 1mL de solução fisiológica pela mesma via. Os animais foram tratados diariamente durante 21 dias por gavagem orogástrica de acordo com seu respectivo grupo experimental. Foi coletado sangue dos animais nos dias três, sete e 21, para realização de hemograma, testes bioquímicos e mensuração da atividade da paraoxanase 1 (PON1). No dia 21 os animais foram eutanasiados e realizada coleta de medula óssea, rim e fígado. Foram observados resultados promissores com relação ao balanço oxidativo no G3 e G4, pois ambos apresentaram melhor atividade da PON1 em relação ao G2 (P<0,05). Além disso, foi constatado que os mesmos grupos apresentaram contagem de leucócitos totais superiores ao G2 durante todo o período experimental, com G4 diferindo significativamente do G2 (P<0,05) no dia 21. Os mielogramas dos animais do G3 e G4 apresentaram valores análogos ao G1, sendo que o G3 apresentou menor contagem de promielócitos e maior de células eritroides e rubroblastos que o G2 (P<0,05). Nas condições experimentais deste estudo os extratos aquosos de trigo mostraram-se seguros nas doses utilizadas e úteis no tratamento da mielossupressão e liberação excessiva de radicais livres induzidas pelo fármaco carboplatina.

Keywords : quimioterapia; phytochemical; paraoxanase 1; mielograma.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )