SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.49 número1Atividade antibacteriana e anti-biofilme de óleo essencial de canela e eugenolGranulomas intra-abdominais causados por Clostridium tertium em um coelho American Fuzzy Lop índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Ciência Rural

versão impressa ISSN 0103-8478versão On-line ISSN 1678-4596

Resumo

OLIVEIRA, Letícia Batelli de et al. Síndrome de Wobbly em um ouriço pigmeu africano (Atelerix albiventris): estudo neuropatológico e imuno-histoquímico. Cienc. Rural [online]. 2019, vol.49, n.1, e20180742.  Epub 31-Jan-2019. ISSN 0103-8478.  http://dx.doi.org/10.1590/0103-8478cr20180742.

Um ouriço pigmeu africano de três anos de idade, nascido e domiciliado no Brasil, apresentou apatia, prostração e dificuldade em permanecer em estação. Os pais deste ouriço eram irmãos, mas não apresentaram sinais clínicos relacionados a esta condição. Com a piora dos sinais clínicos, o animal foi eutanasiado e encaminhado para necropsia. Não foram encontradas lesões macroscópicas no sistema nervoso central (SNC). Histologicamente, havia vacuolização com degeneração axonal na substância branca do SNC e no tecido nervoso periférico. A coloração de Kluver-Barrera (KB) confirmou desmielinização nas áreas vacuolizadas e a imuno-histoquímica utilizando vários marcadores, confirmou astrocitose e microgliose associadas com as áreas de vacuolização. Além disso, houve discreta diminuição da imunointensidade da proteína proteolipídica da mielina (PLP) nessas áreas. Estes resultados sugerem origem genética da desmielinização que resultou na síndrome de wobbly descrita neste relato.

Palavras-chave : sistema nervoso central; doença degenerativa; mielopatia; vacuolização; histopatologia.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )