SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.51 issue2Nutrition and bioactive potential of the noni fruit cultivated from the Mato Grosso StateSalmonellosis in a young Amazonian manatee (Trichechus inunguis) author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Ciência Rural

Print version ISSN 0103-8478On-line version ISSN 1678-4596

Abstract

BERNARDINO, Maria das Graças da Silva et al. Brucella zoonóticalisa e rugosa em cães: soroprevalência e fatores associados em área de Mata Atlântica do estado da Paraíba, Nordeste brasileiro. Cienc. Rural [online]. 2021, vol.51, n.2, e20200374.  Epub Dec 11, 2020. ISSN 1678-4596.  https://doi.org/10.1590/0103-8478cr20200374.

A brucelose canina é uma doença infecciosa causada por bactérias do gênero Brucella, com distribuição mundial e de caráter zoonótico, e em humanos e animais é uma doença negligenciada. No presente estudo foram determinados as soroprevalências de B. canis e B. abortusem uma amostra probabilística de cães domiciliados da área urbana de oito municípios localizados na região da Mata Atlântica do Estado da Paraíba, Brasil, e os fatores associados com a soropositividade. Foram utilizados 386 cães com mais de três meses de idade. Para a pesquisa de anticorpos anti-B. canis foi utilizado o teste de imunodifusão em gel de ágar (IDGA) como triagem e IDGA+2ME como confirmatório, e para a pesquisa de anticorpos anti-B. abortusfoi utilizado o teste do antígeno acidificado tamponado (AAT). Foram calculadas as prevalências aparente e real, e para a identificação de fatores associados com a prevalência foi empregada regressão robusta de Poisson. A prevalência real de B. canis foi de 12,6% e de B. abortusfoi 22,8%. Os fatores associados com a soropositividade para B. canis foram idade maior que 10 anos (razão de prevalência; RP = 6,38; P = 0,024) e cães criados presos no quintal (RP = 5,20; P = 0,035) e para B. abortus foi não trocar a água dos animais todos os dias (RP = 1,48; P = 0,033). Conclui-se que a prevalência de B. canis e B. abortusem cães da região é alta, o que alerta para a necessidade de adoção de medidas de controle e prevenção, bem como são sugeridos maiores cuidados no manejo dos animais, sobretudo cães idosos.

Keywords : Brucellacanis; Brucella abortus; saúde pública; epidemiologia; cães.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )