SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.50 issue3Methodological problems of the soil-water retention curveAvailable soil-water variability of a "terra roxa estruturada latossólica" (rhodic kanhapludalf) author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Scientia Agricola

Print version ISSN 0103-9016

Abstract

MORAES, S.O.; LIBARDI, P.L.; REICHARDT, K.  and  BACCHI, O.O.S.. Heterogeneidade dos pontos experimentais de curvas de retenção da água no solo. Sci. agric. (Piracicaba, Braz.) [online]. 1993, vol.50, n.3, pp. 393-403. ISSN 0103-9016.  http://dx.doi.org/10.1590/S0103-90161993000300011.

Em uma área de Terra Roxa Estruturada Latossólica de Piracicaba,SP, foram coletadas 250 amostras de solo com estrutura indeformada à profundidade de 25 cm, segundo um espaçamento regular de 5 m. As amostras foram submetidas às tensões de 5xl02; 1x103; 6x103; 1x104 (Funil de Haines) e pressões de 3x104; 8x104; 3x105 e 1,5x106 Pa (Câmara de Pressão de Richards) para obtenção das relações entre potencial mátrico e umidade do solo. Assim foram obtidos duzentos e cinqüenta valores de umidade à base de massa (variável dependente) para cada valor de tensão fixado (variável independente), num total de dois mil resultados experimentais. Utilizaram-se medidas de posição (moda, mediana e média aritmética), variabilidade (amplitude total, amplitude interquartil, desvio padrão, coeficiente de variação, assimetria, curtose e limites de confiança em torno da média aritmética) e número de amostras para estimar a média da umidade a um dado nível de probabilidade, com os seguintes objetivos: a) verificar o quanto as distribuições de probabilidade dos valores de umidade para as diferentes tensões consideradas se afastam da distribuição normal e, consequentemente, investigar qual a melhor medida de posição para representar o conjunto; b) quantificar a variabilidade a cada tensão considerada, identificando as mais problemáticas no estudo da retenção da água no solo, ao lado de uma analise da sensibilidade das medidas, através do cálculo do número necessário de amostras para estimar a média (desconsiderando-se a dependência espacial das amostras). A análise dos resultados obtidos permitiu concluir que as umidades às tensões de 5x102 e 1x103 Pa apresentaram distribuição com assimetria exagerada e portanto há que se tomar cuidado com o uso da média aritmética como medida de posição. O descarte de amostras-problema, baseado na análise física dos resultados, permitiu, no entanto, melhor aproximação da normalidade para estas tensões, indicando que se deve sempre dar preferência à curva completa de retenção de água no solo e não apenas a dois ou três pontos de interesse imediato, como é feito usualmente. As umidades às várias tensões utilizadas apresentaram baixo coeficiente de variação (< 10%), quando comparadas a outras medidas de propriedades físicas do solo.

Keywords : curva de retenção da água no solo; variabilidade; estatística descritiva; terra roxa estruturada latossólica.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese