SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.52 issue2Sewage sludge as nutrient source for sorghumEffect of manganese on mineral nutrition and growth of black pepper (Piper nigrum, L.) author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Scientia Agricola

Print version ISSN 0103-9016

Abstract

VELOSO, C.A.C.; MURAOKA, T.; MALAVOLTA, E.  and  CARVALHO, J.G. de. Efeitos do alumínio em pimenteiras do reino (Piper nigrum, L.)cultivadas em solução nutritiva. Sci. agric. (Piracicaba, Braz.) [online]. 1995, vol.52, n.2, pp. 368-375. ISSN 0103-9016.  http://dx.doi.org/10.1590/S0103-90161995000200027.

A pimenteira do reino (Piper nigrum, L.) vem sendo cultivada, em sua maior parte, em áreas com solos de baixa fertilidade natural, caracterizadas por baixa saturação por bases, alta saturação de alumínio e acidez elevada. Visando estudar os efeitos do alumínio sobre a cultura foi conduzido um experimento com a cultivar Guajarina em solução nutritiva. As doses de alumínio estudadas foram: 0; 5; 10; 15; 20 e 40 mg/L. O sintoma inicial de toxidez de alumínio foi caracterizado por um retardamento no crescimento radicular, com aumento no diâmetro das raízes. Observou-se efeito positivo do alumínio na produção de matéria seca com adição de até 15 mg/L na solução, o que correspondeu a maior absorção de P, K, Ca, Mg, Mn, Fe e AL Concluiu-se que a pimenteira é tolerante à presença de concentrações de Al inferiores a 20 mg/L no substrato. Doses superiores provocam distúrbios nutricionais com redução no crescimento da planta.

Keywords : Piper nigrum; toxidez de alumínio; absorção; nutrição.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese