SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.53 número1EFEITO DE MODOS E ÉPOCAS DE APLICAÇÃO DE GESSO E CALCÁRIO SOBRE A CULTURA DO FEIJOEIRO (Phaseolus vulgaris L.) cv. CARIOCA-80ANÁLISE DE REGRESSÃO EM EXPERIMENTOS EM PARCELAS SUBDIVIDIDAS COM DADOS NÃO-BALANCEADOS: UMA SOLUÇÃO NA LINGUAGEM GLIM índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Scientia Agricola

versão impressa ISSN 0103-9016

Resumo

MATRANGOLO, W.J.R; DELLA LUCIA, T.M.C; CRUZ, I  e  VILELA, E.F. DETERMINAÇÃO DO NÚMERO DE FÊMEAS VIRGENS POR ARMADILHA E PERIODICIDADE DE CAPTURA DE MACHOS DE Helicoverpa zea (BODDIE) (LEPIDOPTERA: NOCTUIDAE). Sci. agric. [online]. 1996, vol.53, n.1, pp. 126-130. ISSN 0103-9016.  http://dx.doi.org/10.1590/S0103-90161996000100018.

Avaliou-se em lavouras de milho em fase de liberação de estilo-estigmas, na EMBRAPA/CNPMS, em Sete Lagoas, MG, a atratividade de diferentes números de fêmeas virgens de Helicoverpa zea (Boddie) em armadilha adesiva, além de uma formulação comercial do feromônio sintético, proveniente dos E.E.U.U. A maior atividade de procura por acasalamento teve início nas primeiras horas da noite. Não houve diferença significativa entre médias de insetos capturados com uma, três ou cinco fêmeas. Cinco fêmeas por armadilha tornam o monitoramento pouco prático; uma apenas pode comprometer a captura por disfunção fisiológica ou mesmo morte. Não houve captura nas armadilhas contendo feromônio sintético, que, ao invés, capturou machos de Mythimna, outro Noctuidae. A maior freqüência de captura nas armadilhas ocorreu após a meia noite, diminuindo próximo do alvorecer. O horário de início de chamamento e captura esteve estreitamente relacionado com a temperatura ambiente.

Palavras-chave : Insecta; feromônio sexual natural; Zea mays; Noctuidae.

        · resumo em Inglês     · texto em Português