SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.55 issue1ESTUDO DO PRIMEIRO CICLO PRODUTIVO DA BANANEIRA `NANICÃO' (Musa sp.) DESENVOLVIDA A PARTIR DE DIFERENTES TIPOS DE MUDAUTILIZAÇÃO DA ANÁLISE DISCRIMINANTE EM ESTUDOS TAXONÔMICOS DE MOSCAS-DAS-FRUTAS DO GÊNERO Anastrepha Schiner, 1868 (DIPTERA: TEPHRITIDAE) author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Scientia Agricola

Print version ISSN 0103-9016

Abstract

VASCONCELLOS, C.A.. Temperature effect on CARBON biomass in soils FROM TROPICAL AND TEMPERATE REGIONS . Sci. agric. [online]. 1998, vol.55, n.1, pp. 94-104. ISSN 0103-9016.  http://dx.doi.org/10.1590/S0103-90161998000100016.

Quatro solos de várias origens, (clima tropical e temperado), receberam glucose marcada com 14C, na proporção de 1mg de C.g-1 de solo e foram incubados a 15ºC e a 35ºC com o objetivo de determinar o efeito da temperatura sobre a reciclagem do carbono orgânico e da biomassa microbiana do solo. O efeito da temperatura na biomassa e na taxa de mineralização foi mais evidente a 35ºC de incubação. A 35ºC, os solos Woburn e Pegwell, da região temperada, apresentaram uma taxa de mineralização maior do que a dos solos de Janaúba e Capinópolis, de região tropical. A taxa de respiração específica da biomassa formada pela adição da glucose e da biomassa antiga demonstrou comportamento diferencial entre solos. A 15ºC a reciclagem do carbono foi de 207, 225, 115 e 141 dias para Janaúba, Capinópolis, Woburn e Pegwell, respectivamente. A 35ºC, foi de 92, 69, 69 e 33 dias para os mesmos solos. O 14C residual foi maior a 35ºC. A quantidade de biomassa final a 15ºC e a 35ºC foi correlacionada com o teor de carbono inicial do solo. Houve uma média de 31 e 8 mg de biomassa C.g-1 de carbono orgânico, respectivamente a 15ºC e a 35ºC. O teor de carbono inicial foi um fator importante para explicar a taxa de mineralização a 35ºC.

Keywords : biomassa carbono; carbono orgânico; solo; temperatura; reciclagem .

        · abstract in English     · text in English